História

O dia em que Londres foi tomada por um tsunami de cerveja

cerveja
0

A história de Londres, na Inglaterra, é repleta de altos e baixos. No entanto, há um fato muito curioso em meio a tantas reviravoltas históricas. No dia 16 de outubro de 1814, a cidade enfrentou um verdadeiro tsunami de cerveja. 

Na ocasião, um dos enormes tonéis de fermentação da cervejaria The Meux e Brewery Company estourou, o que provocou um imenso estrago na cidade. O tonel continha mais de 135 mil galões imperiais (610 mil litros) de cerveja e, como consequência, outras cubas no mesmo edifício foram rompidas, que sucumbiram em um efeito dominó.

iPark

Como resultado, mais de 323 mil galões imperiais (1,47 milhão de litros) de cerveja estouraram e jorraram para as ruas. Uma das paredes e parte do telhado da companhia foram derrubadas pela cerveja escura.

As ondas chegaram a 4,5 metros de altura e promoveram uma verdadeira enchente. Cinco casas ficaram destruídas, assim como o pub mais próximo à cervejaria, chamado de Tavistock Arms Pub. Uma adolescente, cujo nome é Eleanor Cooper, faleceu sob os escombros do pub. 

A cervejaria estava localizada entre as casas pobres e cortiços da cidade, onde famílias inteiras viviam em quartos em porões, que rapidamente ficaram cheios de cerveja. Ao todo, oito pessoas morreram em meio ao dilúvio, sendo elas mulheres e crianças. Cinco das vítimas estavam no velório de um bebê quando foram atingidas pela enxurrada.

A Meux, cervejaria responsável pelo tonel que explodiu, foi levada a julgamento. No entanto, o desastre foi considerado como um “ato de Deus” pelo juiz e pelo júri e, segundo eles, não houve negligência técnica. Dessa forma, a empresa foi isenta de culpa e ninguém foi responsabilizado. 

A companhia teve dificuldades para lidar com as consequências financeiras da catástrofe, com uma perda significativa das vendas agravada porque já tinha pago os impostos sobre a cerveja. Os proprietários da cervejaria fizeram um bom discurso ao Parlamento, reclamando o direito de ter o dinheiro do imposto devolvido.

O pedido foi aceito e o dinheiro voltou para a empresa, o que lhes permitiu continuar a fabricação de cervejas após o desastre. Mais de um século depois, em 1922, a Meux & Co foi demolida e hoje o local é ocupado pelo teatro Dominion.

Filmes que entram na HBO Max em fevereiro

Matéria anterior

O caso do ônibus 174

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos