Curiosidades

Os melhores e os piores ingredientes para adicionar no café

0

Existem diversas maneiras de se tomar café e muitas variam de acordo com o gosto pessoal. Alguns gostam do café puro, sem açúcar, por exemplo. Outros gostam com leite e um pouco de açúcar. E, agora, têm aqueles que preferem inserir um pouco de aveia e mel. Isso mesmo, parece loucura, mas, como falei, cada um com seu gosto.

Como os gostos variam e as opções se tornam numerosas, o portal Huffpost pediu aos nutricionistas que avaliassem os ingredientes que as pessoas gostam de adicionar ao café. Confira, portanto, o que é e o que não é interessante.

1. Adoçantes artificiais

Muitos preferem substituir o açúcar por adoçantes. O perigo, aqui, segundo os nutricionistas, é que, dependendo da marca, os adoçantes podem, na verdade, ter um sabor 200-700 vezes mais doce do que o açúcar branco.

Embora parte dos adoçantes que conhecemos hoje tenham uma má reputação – principalmente por conta de alguns estudos conduzidos nos anos 70, ligando o consumo do produto ao câncer de bexiga -, esses substitutos do açúcar são considerados por muitos especialistas como alternativas seguras – e o principal, não tóxicas.

“Os substitutos do açúcar não apenas aumentam o paladar como também podem prevenir a cárie e até mesmo a presença de altos picos de açúcar presentes no sangue”, revela a nutricionista Kimberly Rose-Francis.

2. Açúcar branco

Adoçar o amargor do café com uma colher de açúcar é um método clássico. Infelizmente, o açúcar não atende a nenhuma necessidade nutricional, e consumi-lo em excesso pode prejudicar a saúde. “É um dos fatores que ocasiona a diabetes e o ganho de peso”, revela a nutricionista Stefani Sassos.

“A American Heart Association recomenda que os homens consumirem cerca de 9 colheres de chá de açúcar diariamente e as mulheres não mais que 6”, explica a nutricionista Rose-Francis. “Se uma pessoa comum está acostumada a beber de uma a duas xícaras de café por dia e, com isso, adiciona cerca de 2 colheres de chá de açúcar em todos as doses da bebida, isso significa que o consumo de açúcar é de 20-65% para mulheres e cerca de 30-40% para homens. Ou seja, isso é muito”.

Se você não gosta do amargor do café, Sassos recomenda adicionar açúcar de coco, que contém mais vitaminas e minerais do que o açúcar branco.

3. Leite à base de plantas

Para os nutricionistas, o leite à base de plantas é melhor que o leite de origem animal. Como as opções são muitas, isso significa que cada versão que existe no mercado é composta por diversos nutrientes – e todos essenciais ao corpo humano.

A nutricionista Rose-Francis recomenda sempre “o leite à base de plantas, pois a maioria contém três nutrientes principais: carboidratos, gorduras e proteínas”.

“Esses macronutrientes permitem que o corpo funcione adequadamente; além disso, podem reduzir a acidez do café”, o que pode tornar ainda mais prazerosa.

4. Creme industrial

Uma combinação de adoçantes, agentes aromatizantes e óleo parcialmente hidrogenado (ou seja, gordura trans), os cremes industriais destinados ao café podem até ser uma adição saborosa, mas são extremamente calóricos. “Os cremes também acumulam gorduras extras que não são nada ideais”, revelam os especialistas. A melhor opção, nesse caso, é adicionar leite à base de plantas.

5. Especiarias

Uma das especiarias mais interessantes para se misturar no café é a canela. Os profissionais da saúde recomendam também açafrão. Ambas podem aumentar o sabor e fornecer alguns benefícios adicionais à saúde. A canela, por exemplo, pode ajudar a equilibrar a glicose no sangue devido ao cinamaldeído químico, que reduz os índices de açúcar.

7 chá revelação dos famosos mais diferentes

Matéria anterior

5 coisas que as pessoas com deficiência querem que os outros saibam

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.