Entretenimento

Príncipe Harry assume ter síndrome de burnout

0

Felizmente, estamos vivendo um momento em que falar sobre saúde mental não é mais um tabu, como já foi no passado. As pessoas estão se sentindo mais confortáveis em debater sobre o assunto e procurar ajuda. Até mesmo porque, hoje, as pessoas estão vendo como é importante ter e manter um equilíbrio emocional. Dentre os problemas de saúde mental está a Síndrome de Burnout.

Ela é caracterizada pelo estado de tensão e estresse em excesso. O distúrbio psicológico está registrado no Grupo V da CID-10 (Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde). O transtorno também pode ser conhecido como síndrome do esgotamento mental profissional. Isso porque quase sempre está ligado a uma pressão por desempenho extremo.

Ademais, é sempre bom lembrar que a síndrome de burnout não acontece de repente. Na realidade, ela ocorre depois de vários episódios em que os limites pessoais são ultrapassados. Situação que pode ser vista e vivida por aquelas pessoas que têm os olhos do mundo em cima de si, como por exemplo, celebridades, atletas e membros da realeza.

Síndrome de burnout

Conexa saúde

Desse modo, o que pode causar a síndrome de burnout são vários fatores, como por exemplo, ambientes com muitas cobranças, alta demanda de trabalho e longas jornadas de trabalho. Além disso, também poder ser influenciada por problemas com familiares e relacionamentos.

Por ser uma condição que parece estar afetando cada vez mais pessoas, é importante que famosos falem sobre suas vivências e tragam esse assunto para discussão. Como é, literalmente, uma questão de vida ou morte, quebrar esse tabu é de extrema importância.

Príncipe Harry

Diário de Pernambuco

Recentemente, o príncipe Harry admitiu sofrer com a síndrome de burnout em um vídeo produzido pela empresa norte-americana BetterUp, especializada em avaliar e elevar a saúde mental de funcionários.

Há três anos, o príncipe Harry e sua esposa, Meghan Markle, decidiram deixar o cargo de membros sêniors da família real. Desde então, o casal se mostrou muito aberto para falar sobre os problemas que passaram no castelo e sobre os problemas pessoais que enfrentaram e enfrentam em sua vida.

“Eu também sofro de burnout. Estou sempre me sabotando nos dias difíceis. Me sinto queimando a vela nas duas pontas e é tipo, bum. Nesse momento, você é forçado a olhar para dentro de si mesmo”, disse ele.

Além dessa revelação, príncipe Harry também compartilhou que ele precisou tirar cinco meses de licença do trabalho quando sua filha, Lilibet Diana, nasceu. Nesse sentido, Harry disse que todas as empresas deveriam dar aos seus funcionários tempo para que eles restabelecessem sua aptidão mental.

Outro irmão

Stars Insider

Harry não é o único membro da família real britânica que sofre com problemas de saúde mental. Seu irmão mais velho, William, também lida com eles. Recentemente, o herdeiro do trono britânico apareceu em um curta-metragem ao lado de dois trabalhadores de emergência para discutir as dificuldades desse trabalho. O príncipe já trabalhou como socorrista quando  serviu como piloto de Busca e Salvamento na Força Aérea Britânica. Depois disso, William também trabalhou como piloto de ambulância aérea.

O príncipe contou como algumas situações o assombram, principalmente as que eram com crianças.

“Então, para mim, foi a relação da minha vida pessoal com a família ou o incidente em que eu estava. Achei isso muito difícil. Houve várias vezes em que tive que me afastar porque estava me envolvendo e sentindo demais. Falar com outra pessoa depois do evento foi muito importante. Mas isso continua, não te deixa na hora, você apenas consegue lidar melhor”, disse ele.

Fonte: Metrópoles

Imagens: Conexa saúde, Diário de Pernambuco, Stars Insider

Whisky mais antigo do mundo, de 81 anos, será vendido por R$ 653 mil

Matéria anterior

Conheça spas, creches e velórios para animais de estimação

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos