Curiosidades

Reverendo norte americano afirma estar curando o coronavírus pela TV

0

Recentemente, Kenneth Copeland, um pastor norte americano, deu uma mensagem um tanto quanto polêmica sobre o coronavírus. Na televisão, ele afirmou que estaria curando o coronavírus, que é o causador de uma epidemia que abala todo o mundo.

O pastor e fundador dos ministérios Kenneth Copeland, também é casado com Gloria Copeland, que é conhecida por sua poderosa fé e orações milagrosas. No entanto, a afirmação sobre o coronavírus deixou até mesmo os fiéis, com o pé atrás da orelha.

Apenas a fé pode levar à cura

Em sua oração, Kenneth Copeland citou a bíblia e disse que toda doença pode ser curada. “Sem doença. Sem doença. Maldição. Nenhum vírus. Diz quem? Isaías 54:17! Qualquer que seja a arma, você já está protegido! Acredite. Receba-o. Fale isso em nome de Jesus!”, disse o pastor.

Depois disso, ele ainda questionou seus fiéis. “Você está tendo problemas para receber a sua cura?”. Em seguida, continuou, dizendo que “muitas vezes, o desafio de receber a cura é saber como resistir ao inimigo. Sem dívida, Jesus destruiu as obras do diabo e libertou a humanidade do diabo. No entanto, é responsabilidade do homem resistir às forças do mal. Devemos resistir à doença com a mesma determinação que resistimos ao pecado”.

Mas é logo a seguir que o pastor começa a afirmar que a cura está mais perto do que parece. “Quando entendermos isso, começaremos a ver que não é mais difícil receber cura do que receber salvação. Como a salvação, a cura está disponível para todos. Mas é apenas para aqueles a recebem. Uma demanda deve ser colocada no poder de Deus através de sua fé. Quando for, o poder de Deus fluirá para o seu corpo. A chave é desenvolver sua fé”. Dessa forma, mesmo que alguém fiel seja curado, todo o trabalho será fruto da sua fé, segundo ele.

Uma oração contra o coronavírus

Em outros lugares do mundo, pastores também falaram sobre a pandemia global do novo coronavírus, o Covid-19. Dessa forma, podemos citar a fala do pastor Luciano Subirá, que serviu como um conselho para as igrejas e até mesmo para os cristãos. “Não é motivo para pânico. No entanto, é sim motivo para preocupação e prevenção”, afirmou o pastor. Para queles que “espiritualizam demais as coisas”, o pastor salienta que é sim momento de oração e de fé. Mas, que isso não pode ser confundido como “alegações de fé, com atos de presunção e de irresponsabilidade”.

Para aqueles que dizem que a igreja deve ter um posicionamento de fé, o pastor afirma que “mesmo Deus que declara ser aquele que nos protege, também nos ensina na Bíblia a ter medidas de proteção. Essas coisas se complementam, não são contraditórias”, afirmou o pastor.

Por fim, Luciano também pediu cuidado aos cristãos que não estão em situação de risco, mas que podem ser os propagadores do vírus. Em seguida, ele concluiu dizendo que é importante ter um posicionamento de fé e oração. Mas que é sempre preciso ser responsável pela prevenção e pelo “achatamento da curva”.

7 fatos sobre o Plague Inc.

Matéria anterior

Xuxa doará R$ 1 milhão para o SUS para ajudar a combater a pandemia de coronavírus

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar