Curiosidades

Submarino da Indonésia desaparece misteriosamente

0

Nesta quarta-feira, 21/04, militares indonésios perderam contato com um submarino, que estava realizando exercícios navais na costa de Bali. Ao todo, 53 tripulantes estavam a bordo do submarino. O KRI Nanggala 402, construído com base na engenharia alemã, foi desenhado para testar torpedos. O submarino desapareceu depois de pedir permissão para realizar a ação às autoridades competentes. “Depois que autorizamos o procedimento, perdemos o contato com o submarino e, até o momento, não conseguimos localizá-lo”, disse o Ministério da Defesa em comunicado.

De acordo com uma reportagem publicada pela CBS News, um helicóptero que realizava buscas na costa de Bali detectou um derramamento de óleo no suposto local em que o submarino submergiu. Ainda segundo a reportagem da CBS News, a Marinha da Indonésia despachou navios de guerra ao largo da costa para auxiliar nas buscas. O país também pediu auxílio à Cingapura, à Austrália e à Índia.

“A marinha solicitou ajuda internacional e vários países responderam ao pedido. Dentre as nações que responderam ao chamado Cingapura, Austrália e Índia”, revelou o Ministério da Defesa.

Segundo um portal de notícias do governo da Indonésia, o KRI Nanggala 402 pesa 1.400 toneladas e foi construído em 1978. O país, nos últimos anos, tem investido em novos equipamentos militares. A Indonésia, atualmente, além das últimas novas aquisições, possui em sua frota militar cinco submarinos construídos na Alemanha e na Coreia do Sul.

Atualização

A Marinha da Indonésia acredita que o submarino possa ter submergido a uma profundidade de 2.000-2.300 pés, cerca de 600 metros. “Caso a suposição esteja correta, o KRI Nanggala 402, provavelmente, entrou em colapso por conta da pressão”, disse Ahn Guk-hyeon, funcionário da Daewoo Shipbuilding and Marine Engineering, da Coréia do Sul. Frank Owen, secretário do Instituto de Submarinos da Austrália, também acredita que o submarino esteja em uma profundidade que torna incapaz a ação de equipes de resgate.

“A maioria dos recursos que temos para utilizar em resgates não são capazes de chegar até certa profundidade”, disse Owen em entrevista à CBS News. “Eles podem ir até um determinado limite, mas não onde acreditamos que o submarino está. Nesse caso, esses recursos tornam-se inviáveis”.

Owen, um ex-submarinista que desenvolveu o sistema australiano de resgate de submarinos, revelou que o KRI Nanggala 402 não estava equipado com um mecanismo especial ao redor da escotilha que permite realizar uma operação de resgate sem ocasionar danos aos tripulantes e a estrutura. De acordo com Owen, o submarino poderia ser recuperado caso estivesse a 500 metros de profundidade.

Em busca do submarino

Em novembro de 2017, um submarino argentino desapareceu com 44 tripulantes no sul do Oceano Atlântico. Os destroços foram encontrados a uma profundidade de 2.625 pés, ou seja, cerca de 800 metros. Em 2019, um incêndio eclodiu em um dos submersíveis de pesquisa da Marinha Russa. Ao todo, 14 marinheiros perderam a vida.

Mesmo diante de todos os cenários citados acima, as buscas continuam. “Esperamos, de alguma forma , poder resgatá-los antes que o oxigênio acabe. Os tripulantes terão oxigênio até às ​​3 da manhã de sábado”, disse o chefe do Estado-Maior da Marinha da Indonésia, Yudo Margono.

Os militares da Indonésia revelaram nesta quinta-feira, 20/04, que navios da Marinha da Indonésia, dois submarinos e cinco aeronaves seguem revistando a área onde houve o derramamento de óleo. Um navio de pesquisa hidro-oceanográfica equipado com alta tecnologia está a caminho do local próximo ao derramamento de óleo.

“A notícia do desaparecimento do submarino é profundamente preocupante”, disse a chanceler australiana, Marise Payne, durante uma visita à Nova Zelândia. “Forneceremos toda a assistência que pudermos. Não há dúvida de que a busca e o resgate de submarinos são muito complexos.”

 O ministro da Defesa australiano, Peter Dutton, disse que o incidente é “uma terrível tragédia”. “Nossas fervorosas orações estão sendo dirigidas aos tripulantes”, escreveu o ministro da Defesa de Cingapura, Ng Eng Hen, no Facebook.

O submarino KRI Nanggala 402 está em serviço na Indonésia, desde 1981 e passou por manutenção e revisão na Alemanha, na Indonésia e, mais recentemente, na Coreia do Sul. Os serviços foram realizados entre 2007 a 2012.

Parlamentar canadense aparece nu durante videoconferência

Matéria anterior

Por que não deveríamos furar as orelhas de um bebê?

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.