Ciência e Tecnologia

Vacina contra o coronavírus já tem possível data para estar pronta

0
African scientist, medical worker, tech or graduate student works in modern biological laboratory

De acordo com Sarah Gilbert, professora da Universidade de Oxford, uma vacina contra o coronavírus já tem possível data para estar pronta. Assim, segundo a pesquisadora que lidera uma equipe que cientistas que tenta desenvolver uma solução para a pandemia, uma vacina pode estar pronta em setembro deste ano.

Sarah, que é especialista em vacinas, disse ao jornal The London Times que está “80% confiante” de que a vacina que sua equipe está desenvolvendo funcionará “com base em outros testes feitos com esse mesmo agente”. Dessa forma, a ideia é a de que o teste em humanos já comece nas próximas duas semanas.

Uma vacina já pode estar pronta em setembro deste ano

Segundo Sarah, “não é apenas um palpite: a cada semana que passa, temos mais dados para analisar e estamos no caminho certo”. Mas, para a vacina estar pronta neste prazo, ela explica que é preciso que “tudo aconteça perfeitamente”. Contudo, mesmo assim, não há como “prometer que vai funcionar”.

Por conta da urgência em encontrarmos uma vacina, o governo do Reino Unido indicou que estaria disposto a financiar a fabricação de milhões de doses de qualquer vacina que parecesse funcionar. Na prática, uma vacina só pode ser aplicada em larga escala, caso sua eficácia tenha sido comprovada. De toda forma, não há mais detalhes sobre os componentes da solução, pelo menos por enquanto.

Sarah também explicou que as medidas de bloqueio, impostas no Reino Unido, dificultariam o teste de uma vacina. Isso porque, o vírus não está se espalhando tão rapidamente. Mas, por outro lado, a vacina pode ser testada em países onde as medidas de distanciamento social são menos rigorosas. Dessa forma, seria possível indicar mais rapidamente se a vacina é realmente eficaz.

Atualmente, a estimativa da professora de Oxford é a mais otimista que a média dos especialistas. Em outros casos, a estimativa é entre um ano e um ano e meio até que a vacina, de fato, seja criada. Por exemplo, Melinda Gates, da “Fundação Bill & Melinda Gates” estima 18 meses para o desenvolvimento da vacina contra a Covid-19.

Ainda podemos estar longe de encontrarmos uma vacina

Conforme dados da Organização Mundial da Saúde, há pelo menos 20 imunizantes diferentes sendo estudados, nesse exato momento, em partes diferentes do mundo. Segundo Jorge Kalil, diretor do Laboratório de Imunologia do Incor (Instituto do Coração) da Faculdade de Medicina da USP, ainda podemos estar longe de encontrarmos uma vacina. Contudo, o desenvolvimento da vacina para o novo coronavírus se deu rapidamente devido a estudos prévios. Isso porque, uma versão de um outro tipo de coronavírus, anterior ao causador da Covid-19. “Quando apareceu esse novo coronavírus, imediatamente usamos os sistemas que já estávamos trabalhando. Por isso, precisamos ter pesquisas em andamento e pessoas afinadas e ligadas nas coisas. Porque, quando surge uma emergência como essa, dá para alterar o rumo”, afirmou Kalil.

Segundo dados da Universidade de John Hopkins desta segunda-feira (13/04), no mundo são 1.860.011 casos confirmados e 114.983 morte. Já no Brasil, de acordo com dados do Ministério da Saúde, são 22.318 casos confirmados e 1.241 mortes.

Mais de 1,5 mil pessoas já receberam alta do Covid-19 em SP

Matéria anterior

Entenda porque o novo game de ‘Animal Crossing’ não pode ser jogado na China

Próxima matéria

Você pode gostar