Ciência e Tecnologia

Você sabia que existem navios blindados?

0

Muito se fala sobre carros blindados e suas utilidades, mas pouco se fala sobre outros meios de locomoção que também possuem a característica. Os navios são um exemplo disso. Essas enormes máquinas podem ser blindadas e, embora pareça uma tecnologia recente, ela já é incorporada em navios há vários anos.

O primeiro navio blindado

Até o advento da Revolução Industrial os navios foram construídos em madeira e tinham sua propulsão em forma de velas, ou músculos humanos e remos. Esses barcos não resistiam sem danos por muito tempo, principalmente por conta das guerras. Com isso, foram desenvolvidos os navios de ferro e movidos a vapor. 

O primeiro navio de guerra a vapor foi construído em 1815 por Robert Fulton, que desenvolveu o projeto para a Marinha dos Estados Unidos. Ao final da década de 1850, todos os novos navios de guerra da Marinha norte-americana tinham motores a vapor.

DPHDM

À medida que novos projetos eram desenvolvidos, as marinhas começaram a desenvolver armamentos pesados capazes de serem colocados em embarcações. Como diversos países estavam armando seus navios, tornava-se necessário pensar também em proteção, visto que o poder armamentista era alto para todas as marinhas. 

Um exemplo dessa necessidade foi o desenvolvimento do canhão estriado, que se tornou comum entre os anos de 1850 e 1860. Essas armas eram significativamente mais precisas do que suas antecessoras de cano liso e, quando combinadas com o longo alcance dos canhões navais mais recentes, significava que as batalhas navais podiam ser travadas a distâncias muito maiores.

Os desenvolvimentos em artilharia e propulsão levaram a outra inovação importante: o couraçado, que foi o primeiro navio blindado a ser desenvolvido. Os primeiros couraçados foram construídos na Europa pouco antes da Guerra Civil norte-americana, que se deu entre 1861 e 1865.

Na Primeira Guerra Mundial, a Grã-Bretanha se utilizou de couraçados de aço, movidos por motores a vapor e armados com canhões de carregamento por culatra em torres giratórias. Foi um marco contra os oponentes, que tinham seus navios afundados facilmente.

navio

Contraditorium

Características dos couraçados

Os couraçados são navios altamente blindados, seguros e potentes. Eles são considerados a evolução dos navios de linha pelas características de armamento e forte poder de fogo. Quando passou a ser usado, um couraçado era a representação do poder de uma nação. 

Esses navios foram utilizados durante muito tempo como uma ferramenta para cumprir estratégias diplomáticas e militares das potências que os tinham como arma de guerra. Atualmente, esse poderio é demonstrado pela força nuclear, mas naquela época, a corrida era para a construção de couraçados que superassem os dos países vizinhos.

Entre os anos de 1920 e 1930 o poder dos couraçados era tamanho que foram realizados tratados internacionais para limitação do armamento naval. Com isso, cada nação só poderia ter couraçados até certo ponto, mas isso não fez com que a evolução dos navios ficasse estagnada. Durante a Segunda Guerra Mundial, as potências envolvidas mostraram couraçados desenvolvidos e com grande poder de destruição.

Atualmente, o destaque em conflitos fica por conta de aviões e mísseis guiados. No entanto, mesmo que pouco utilizada como forma de demonstração de poder de um país, a tecnologia naval continua a ser desenvolvida e, se necessário, pode dominar os mares.

Um exemplo disso é o navio russo chamado de Moskva, que pode portar 16 mísseis supersônicos antinavio. Esses mísseis eliminam alvos da superfície a uma distância de 700 quilômetros. A defesa antiaérea do navio também é garantida por oito sistemas de mísseis. Para combater alvos aéreos a curta distância ele possui outros dois sistemas com 40 mísseis.

Ou seja, a tecnologia atual permite que as maiores inovações sejam acopladas a uma só, que são os navios. Embora tenham pouco destaque, essas máquinas têm um poder de destruição altíssimo e podem combater alvos no ar ou nos oceanos, sem que haja necessidade de recuar.

Defesa Net

10 quadros mais caros do mundo

Matéria anterior

Esse script contém pistas para a evolução da escrita

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos