Curiosidades

Você sabia que existia um ”Muro de Berlim” debaixo da terra?

0

Construído embaixo de um trecho do Muro de Berlim, um túnel de fuga subterrâneo foi aberto, na última semana, para visitação na capital alemã. A passagem subterrânea foi construída na década de 1970, por berlinenses, a partir do lado ocidental. Esse é o primeiro túnel deste tipo aberto à visitação na cidade.

A inauguração do túnel faz parte das comemorações dos 30 anos da queda da barreira que dividiu, por 28 anos, a capital alemã. Para ilustrar o evento, o visitantes podem usufruir de uma exposição que relembra a construção do muro e de outros túneis de fuga.

O túnel está localizado próximo ao maior memorial do muro de Berlim, na rua Bernauer, cujo acesso, hoje, é por meio de um prédio na Bermauer Strasse. O edifício está entre os bairros de Gesundbrunnen e Mitte. Através de duas janelas a 7,5 metros de profundidade, os visitantes podem observar o túnel.

O local foi inaugurado pelo prefeito de Berlim, Michael Müller. Durante a ocasião, em seu discurso de abertura, o prefeito agradeceu aos seus construtores. “É ótimo ver que a batalha pela liberdade também foi à clandestinidade. É possível experimentar autenticamente e a coragem das mulheres e homens que tentaram levar as pessoas à liberdade e resistiram ao regime da Alemanha Oriental”, disse.

A obra improvisada de 100 metros foi construída, após a fronteira entre as duas Alemanhas ser selada pelo regime comunista. A passagem foi descoberta por autoridades da parte oriental de Berlim, com o uso de tecnologia ultrassom. O local foi revelado poucos dias antes de sua conclusão.

Outros túneis

3 50 600x360, Fatos Desconhecidos

De acordo com a associação Berliner Unterwelten, que realiza passeios turísticos nos bunkers e túneis históricos da capital em Berlim, mais de 70 túneis foram construídos debaixo do muro de 156,4 quilômetros de extensão. A maioria dos túneis, nesse ínterim, foi escavada a partir do leste da capital. Tais passagens, segundo a associação, permitiram a fuga de cerca de 300 pessoas.

Acredita-se que a região da rua Bernauer era um dos locais mais visados para as tais construções subterrâneas. O motivo, supostamente, envolve o fato do solo ser argiloso. Além do túnel recém inaugurado, outros sete túneis foram construídos sob o muro. As passagens estão distribuídas em um trecho de 350 metros.

Dos túneis construídos, alguns entraram em colapso antes mesmo de serem utilizados. Já outros foram descobertos pela Stasi, a polícia secreta da Alemanha Oriental. Por serem extremamente estreitos, as pessoas, que estiverem envolvidas nas construções das passagens, tinham caminhar agachadas.

As construções

2 62 600x360, Fatos Desconhecidos

Muitas das passagens começaram a ser escavadas no porão de um edifício no lado ocidental. Os túneis terminam em outro prédio, localizado no lado oriental. Entre os que conseguiram fugir para Berlim Ocidental, encontra-se Ulrich Pfeifer. Pfeifer é engenheiro civil e participou da construção do túnel original. O engenheiro conseguiu fugir através do esgoto, poucas semanas após o muro ser erguido, em agosto de 1961.

De acordo com informações disponibilizadas pela imprensa, Pfeifer foi o responsável por criar as plantas para a construção da rota de fuga subterrânea.

“Como berlinense, esse muro era algo inconcebível” disse Pfeifer, hoje, com 84 anos. “Separava famílias. Dividia todos nós.” Pfeifer atribui a determinação da construção do túnel à condenação de sua namorada, que recebeu pena de sete anos de prisão. “Ela tinha 22 anos e foi condenada por uma mera tentativa de fuga”, contou

Estima-se que cerca de 140 pessoas morreram tentando fugir de Berlim Oriental. Entretanto, até hoje, não se sabe ao certo quantos morreram tentando atravessar os diversos túneis subterrâneos.

Berlim subterrânea

Estaciones Fantasma Berlín 600x435, Fatos Desconhecidos

Em 1961, com a construção do Muro de Berlim, os comunistas bloquearam completamente o acesso à Berlim Ocidental. Na época, Berlim Ocidental era uma “ilha”capitalista e estava localizada em meio ao território soviético. 

Por ser uma capital cuja população ultrapassava mais de 3 milhões de pessoas, o sistema de transportes era extremamente bem desenvolvido. Antes mesmo da divisão do país ocorrer, já havia linhas de metrô e trem que passavam pelos dois setores: Berlim Ocidental e Berlim Oriental.

Com a divisão,  ou melhor, com a construção do Muro de Berlim, era preciso evitar que essas linhas cruzassem os dois setores. Por isso, os comunistas resolveram bloquear as estações das linhas, que cruzavam seu território. A linha U-Bahn, de metrô, e a linha S-Bahn, de trem, foram, então, desativadas.

Ambos os trajetos permaneceram bloqueados por mais de 30 anos, tornando-se, assim, “estações fantasmas”. As estações fantasmas no metrô de Berlim, hoje, tornaram-se, então, uma das evidências mais curiosas da divisão da cidade, durante o período da Guerra Fria.

7 pontos turísticos amaldiçoados por mortes constantes

Matéria anterior

Como era a vida após a morte no Egito?

Próxima matéria

Você também pode gostar

Mais em Curiosidades

Comentários

Comentários não são permitidos