O mangá InuYasha é uma das séries mais famosas já criadas. A obra de Rumiko Takahashi possui 56 volumes de mangá e seu anime tem 167 episódios. Tanto o mangá quanto sua adaptação foram finalizados em 2008 e 2004, respectivamente. Todavia, Takahashi está retornando à indústria com seu mais novo projeto "Mao".

A companhia Crunchyroll liberou a seguinte descrição a respeito da nova série:

"É uma história sobrenatural relacionada à uma garota chamada Nanoka. A menina aparentemente morreu nas mãos de um monstro quando mais jovem. Oito anos depois, ela parece bem viva até que certo dia, no caminho para a escola, ela se encontra na fronteira para outro mundo. Lá ela conhece o misterioso Mao".

Publicidade
continue a leitura

Acima, você pode conferir o vídeo que acompanha a descrição da série. InuYasha estreou paralelamente à publicação semanal de seu mangá. Mao, provavelmente, vai seguir a mesma linha, e logo um anime será adaptado para refletir os eventos que ocorrem no próprio mangá.

Publicidade
continue a leitura

Mais sobre o trabalho de Rumiko Takahashi

Publicidade
continue a leitura

Rumiko também foi a responsável pela origem da série Ranma 1/2. A narrativa traz a história de um jovem lutador de artes marciais que se encontra amaldiçoado por um feitiço particularmente estranho. Sempre que entra em contato com água fria, Ranma se transforma no gênero oposto. Caso entre em contato com água quente, Ranma volta ao seu estado original. Ao contrário de InuYasha, Ranma assumiu uma postura muito mais leve em suas histórias.

Se você não está familiarizado com o trabalho de Takahashi, talvez seja hora de checar InuYasha. A fantástica história do período feudal traz a narrativa de Kagome Higurashi. A estudante vai parar no período feudal nipônico, onde descobre ser a reencarnação de uma sacerdotisa chamada Kikyo. Encarregada de proteger uma relíquia sagrada, Kagome se une a um meio-demônio chamado InuYasha. A história narra a aventura dos dois para conseguir juntar os fragmentos da Joia de Quatro Almas antes que a relíquia caia em mãos erradas.

Publicado em: 15/05/19 15h09