• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Clubes de futebol se unem em projeto para mulheres vítimas de violência

POR Jesus Galvão    EM Compartilhando coisa boa      25/01/19 às 14h31

Alguns do clubes de futebol mais populares do país, São Paulo, Corinthians e Palmeiras, decidiram se unir por uma causa muito nobre. Os três clubes deixaram a rivalidade apenas para os campos de futebol e estão promovendo uma ação para auxiliar mulheres que foram vítimas de violência.

Os clube se uniram ao programa Tem Saída, uma iniciativa da Prefeitura de São Paulo e que visa ajudar essas mulheres a se reinserirem no mercado de trabalho. Em cerimônia na Prefeitura da cidade, foi assinado um acordo de cooperação pelas associações esportivas na última quinta-feira, 17.

Tem Saída

O Brasil ocupa o 5º lugar no ranking de feminicídio do mundo. Países como El Salvador, Guatemala, Colômbia e a Rússia, ocupam as primeiras colocações. Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, o Ipea, uma mulher é agredida no país a cada 15 segundos. Ainda de acordo com informações do instituto, uma mulher é assassinada no Brasil a cada uma hora e meia.

Um banco de dados com a ajuda da Secretária Municipal de Desenvolvimento Econômico foi criado para o programa, cadastrando empresas que vão oferecer vagas de trabalho para mulheres que já sofreram violência doméstica e familiar. Os três clubes paulistanos estão inclusos no banco de dados.

Com esta ação, os clubes pretendem auxiliar as vítimas a se restabelecerem no mercado de trabalho, a se protegerem e superarem a situação vivida por elas. Assim que a mulher denuncia o agressor ao Ministério Público, Delegacia ou qualquer outro órgão oficial, as medidas protetivas entram em vigor. Não há custos para as pessoas que desejam se cadastrar no programa.

O Programa Tem Saída foi criado em agosto de 2018 e até outubro do mesmo ano já havia atendido mais de 100 mulheres. O perfil de atendimento do programa é marcado por mulheres desempregadas, e que geralmente precisam de emprego para deixar seus agressores, tendo elas quase sempre idades variando entre 17 e 61 anos. Além disso, a maioria delas possui filhos.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+