Curiosidades

Como o humor afeta a sua saúde e suas dores

0

O nosso corpo está a todo o momento nos dando indícios do que está tudo bem e o que não está. Devemos ficar atentos aos sinais que algumas partes nos dão. É possível, por exemplo, saber se uma pessoa está doente e até o que ela tem quando olhamos no fundo dos seus olhos. A cor dos olhos, a profundidade e a dilatação da pupila podem revelar tudo o que queremos saber. Nossas mãos também conseguem fazer isso, quando se mostram enrugadas ou ressecadas.

Mas além de sinais físicos, nós podemos ver que nossa saúde está ou não em bom estado através do nosso humor. Com certeza, todo mundo já ouviu a máxima que rir é o melhor remédio. Mas será que ela tem algum fundo de verdade?

Humor

O humor tem uma função importante, que é facilitar as relações sociais. Até porque ele é o primeiro passo para a aproximação das pessoas e também o responsável pelo estabelecimento da confiança entre elas em um grupo.

Contudo, a neurociência tem mostrado que o estado de humor tem a ver, de forma mais direta, com a saúde mental e física da pessoa. Um exemplo disso é que o Instituto do Cérebro de Brasília tem estudado o impacto do riso e do bom humor na saúde. O ponto que eles tem focado é responder: se o estresse pode suprimir a imunidade os sentimentos positivos podem fortalecê-la?

Normalmente, os neurocientistas concordam que as emoções humanas são as mais diversas e que são importantes seja a emoção que for. Essas experiências emocionais são importantes para criar e consolidar as redes neurais que ajudam as pessoas a enfrentarem de maneira melhor as situações de dificuldade.

Assim como o riso contagia, também vemos que o mau humor de uma pessoa pode contagiar a outra. E será que o humor também pode influenciar nas dores? É certo que uma dor constante irá  afetar o humor da pessoa e pode até deixá-la deprimida.

Descobertas

Olhando as descobertas feitas pela psicologia e neurociência, é possível ver que tudo que uma pessoa pensa e sente afeta suas experiências de vida. Dessa maneira, se por um lado a dor influencia o estado emocional de alguém, o humor pode ajudar essa pessoa a aliviá-la.

“A maior arma contra o estresse é nossa habilidade de escolher um pensamento em vez de outro”, disse o psicólogo e filósofo William James. E no estudo chamado “O riso tem um efeito de amortecimento do estresse na vida diária?”, publicado em 2020, os autores argumentaram que quando uma pessoa dá uma risada, acontecem mudanças fisiológicas que podem ser positivas para o bem estar.

O estudo também diz que “indivíduos são mais capazes de suportar estímulos dolorosos quando estão assistindo a vídeos com conteúdo de humor”. O que mostra que rir é uma forma de enfrentar as diversidades do dia-a-dia.

Relação

Por mais que existam controvérsias científicas a respeito disso, as evidências ficam cada vez maiores de que a falta de senso de humor pode piorar a saúde, a imunidade, o sistema cardiovascular e a percepção da dor. Até porque, se a sensação de dor vem do cérebro e é nele que o humor também atua, é de se pensar que o corpo também terá benefícios do bom humor.

Além disso, existem indícios que depois de uma boa sessão de risos, a pessoa relaxa os grupos musculares e acontece uma diminuição na excitabilidade da medula espinhal. Isso são coisas que interferem na percepção da dor.

“Através do humor vemos no que parece racional, o irracional; no que parece importante, o insignificante. Ele também desperta o nosso sentido de sobrevivência e preserva a nossa saúde mental”, disse Charlin Chaplin. O que evoca justamente a ideia, apoiada pela neurociência, que o estado de humor e percepção de dores estão relacionados.

6 etapas que podem ajudar o mundo a se recuperar da pandemia segundo especialistas em desastres

Matéria anterior

10 chapéus mais originais do Royal Ascot 2021

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Mais em Curiosidades

Você também pode gostar