• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Esse episódio mostra porque não devemos mexer com animais selvagens

POR Jesus Galvão    EM Mundo Animal      06/09/18 às 15h31

Michael Ganley estava pescando com um amigo em Burlington, Massachusetts, nos EUA, quando avistou uma tartaruga e decidiu pegá-la. E o que aconteceu, talvez, o fará se arrepender disso para sempre. O animal, provavelmente irritado pela ousadia do humano, virou-se e o mordeu.

Os animais na vida selvagem podem ser bem imprevisíveis. Muitos se comportando conforme seus instintos, podem agir com agressividade e atacar, como aconteceu com a tartaruga. Ganley, após o ataque, recuou de dor, e segundo o que mostra o vídeo, ficou bem confuso com o ataque do animal.

O ataque

Mesmo quando se tratam de animais que estejam precisando de ajuda, todo cuidado é pouco. O mais correto é chamar as autoridades responsáveis para que possam prestar o auxilio necessário para eles. Assumir que você consegue lidar com estes animais é se colocar em risco e em uma situação que você definitivamente não pode controlar.

A espécie que atacou Ganley é conhecida como tartaruga-mordedora. São animais de água doce da família Chelydridae. A história dessas tartarugas começa há cerca de 90 milhões de anos e conforme o National Audubon Society, "esse animais viram a separação dos continentes, o nascimento das ilhas e as idas e vindas das geleiras".

O vídeo acima serve de aviso para que as pessoas tenham cuidado com a vida selvagem. Uma vez que a interferência humana pode acarretar em acidentes e até mesmo em mortes. Muitas vezes, o contato pode causar estresse e a reação primária de muitos deles é o ataque.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Via   IFL Science  
Imagens Plastrão
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+