• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Icebergs de cor esmeralda que intrigaram cientistas finalmente podem ser explicados

POR Diogo Quiareli    EM Ciência e Tecnologia      12/03/19 às 16h04

Você já ouviu falar de icebergs? Se já assistiu o clássico Titanic, deve saber do que se trata. Melhor explicando, o iceberg é um bloco de massa ou e gelo que pode medir vários metros. Esse geralmente foi desprendido de uma geleira, de um glaciar ou de uma plataforma de gelo continental. Podemos encontrar os icebergs vagando pelo mar, sendo arrastados pelas águas dos mares árticos ou antárticos. Os icebergs são constituídos de forma primordial por água doce, mas o seu interior pode trazer outros corpos, como animais, fósseis e etc. Apenas 10% de sua massa total costuma emergir a superfície geralmente, o que nos faz imaginar de forma mais precisa a imensidão desse bloco de gelo.

Alguns icebergs cor de esmeralda começaram a intrigar cientistas do mundo inteiro. Os pesquisadores então dedicaram bastante tempo a fim de descobrir a origem desse fenômeno. Eles buscaram compreender e obtiveram respostas sobre a cor esverdeada que não é o tão comum azul. Esse enigma, na verdade, desafia os especialistas desde o início do século 20. A hipótese principal apresentada por glaciologistas em um estudo publicado no Journal of Geophysical Research: Oceans, da União Geofísica Americana, há duas possíveis explicações.

Essas seriam: o alto teor de ferro presente nesses icebergs e a reação dos mesmos à luz. Segundo os pesquisadores, o gelo em sua forma pura é azulado porque absorvem mais luz vermelha do que a luz azul. Na Antártida, é bastante comum ver esses enormes blocos de gelo com essa tonalidade ou mais brancos. No entanto, desde a década de 1900, pesquisadores e exploradores relatam ter encontrado alguns da coloração mais verde. No estudo, os glaciologistas acabam levantando a suspeita de que os óxidos de ferro em pó, que estão nas rochas da Antártida, são capazes de deixar os icebergs com essa cor. A hipótese foi apresentada após os pesquisadores da Austrália terem descoberto uma enorme quantidade de ferro na região leste do continente congelado.

Importância desse ferro

O ferro trata-se de um elemento essencial para a vida microscópica do oceano, igual a de fitoplânctons. Apesar de toda a importância, há áreas do mar onde esse nutriente é escasso. De acordo com a União Geofísica Americana, caso essa hipótese publicada se prove correta, isso pode significar que esses picos de gelo verde transportam o ferro para o mar aberto, ou seja, levam o nutriente para os microrganismos que ali vivem naquela região.

"É como levar um pacote para os correios. O iceberg pode levar esse ferro para o oceano longe, e depois derreter e entregá-lo ao fitoplâncton, que pode usá-lo como nutriente", disse Stephen Warren, glaciologista e o principal autor desse estudo. "Nós sempre pensamos que os icebergs verdes eram apenas uma curiosidade exótica, mas agora achamos que eles realmente podem ser importantes", finalizou. Warren deu início aos estudos desse fenômeno em uma expedição australiana que aconteceu em 1988. Foi aí que ele levou uma amostra de um iceberg esmeralda da costa da Antártida Oriental. Após analisar, ele e outros especialistas conseguiram uma explicação rápida.

Foi apenas recentemente que o cientista elaborou sua teoria, depois de uma oceanográfica da Universidade da Tasmânia ter feito testes sobre a quantidade de ferro presente no iceberg. Os estudiosos buscam, agora, analisar icebergs de cores diferentes para testar o teor de ferro e algumas outras propriedades que podem ter reação à luz. Caso seja comprovada, essa teoria fará icebergs verdes serem considerados ainda mais importantes para a vida marinha do que jamais se imaginou.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

Próxima Matéria
Via   Revista Galileu  
Diogo Quiareli
Geminiano, 24 anos, goiano.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+