Compartilhando coisa boaCuriosidades

Mulher procura mãe biológica e descobre que tem irmão gêmeo

0

Kiran Gustafsson sempre teve uma boa criação de seus pais adotivos da Suécia. No entanto, a indiana queria saber mais da sua trajetória antes de parar no lar daquela família. Sendo assim, ela foi atrás de sua mãe biológica no país em que ela nasceu.

Durante as buscas, ela teve uma surpresa ainda maior, pois descobriu que possuía um irmão gêmeo, o qual também está em uma família adotiva. Após o reencontro, a relação dos dois irmãos se estreitou, e ambos seguem dispostos a procurar pela mãe biológica.

Fonte: Kiran Gustafsson

O vazio

Kiran Gustafsson sempre teve pais adotivos amorosos e com condições de lhe proporcionar um bom futuro. A professora aposentada Maria Wernant e o empresário Kjell-Ake retiraram a jovem de um orfanato em Surat, no oeste da Índia.

Durante o processo de criação de Kiran, a nova família teve facilidade em falar com a criança sobre o fato de ela não ter nascido naquele lar, tal como seus dois irmãos mais novos. “Meus pais nunca me fizeram sentir diferente. Eles sempre disseram para eu me orgulhar do que sou. Eu não poderia pedir mais nada em minha criação”, relata ela.

No entanto, conforme crescia, Kiran percebia que seus irmãos mais novos possuíam uma conexão entre si que a fazia se sentir com um certo vazio. Dessa forma, a jovem decidiu comunicar à sua família adotiva que gostaria de conhecer a mãe biológica.

Imediatamente, ela recebeu apoio de Maria Wernant e Kjell-Ake, e assim, no ano 2000, todos da casa foram até Surat, cidade natal de Kiran. Na ocasião, a busca não produziu resultados muito efetivos, de modo semelhante ao que aconteceu em 2005, quando a jovem foi à Índia com a turma da faculdade.

Fonte: Kiran Gustafsson

Sendo assim, em 2010, já com mais informações disponíveis nas redes sociais, a jovem pesquisou sobre o orfanato em que estava aos três anos de idade. Então, a partir disso, buscou informações sobre a mãe biológica, mas não sabia como caminhar com isso dentro da Índia.

Nesse sentido, em 2016, o cenário mudou quando Kiran assistiu a uma palestra sobre o tráfico de crianças. Quem palestrava era Arun Dohle, que também possuía origens indianas e cresceu em uma família adotiva. E foi aí que o cenário das buscas mudou de vez.

Conexão gêmea

Durante o discurso, Arun Dohle contou sua jornada na procura da própria mãe biológica na Índia. Diante disso, Kiran se inspirou em pediu ajuda ao cofundador da ONG Against Child Trafficking.

Um dos passos fundamentais na trajetória de Dohle foi o contato com Anjali Pawar, homem que trabalha na área de proteção infantil na Índia. Portanto, este sujeito sabia bem os atalhos para chegar à mãe biológica de Kiran.

Sendo assim, Pawar descobriu a identidade de quem trouxe a jovem ao mundo: Sindhu Goswami, que trabalhava como empregada doméstica. Agora, o próximo passo era saber do paradeiro dessa mulher, a fim de promover o reencontro com a filha biológica.

Fonte: cottonbro

Dessa forma, Kiran foi à Índia em abril de 2022 e bateu à porta de pessoas que tiveram suas casas limpadas por Sindhu. No entanto, estes empregadores não sabiam por onde andava a ex-funcionária.

Na busca de pistas pela mãe biológica da jovem, Anjali Pawar chegou com uma notícia chocante. Ele encontrou a certidão de nascimento de Kiran e descobriu que ela tinha um irmão gêmeo. “Foi inacreditável. As perguntas que eu tinha sobre sentimentos de conexão e pertencimento foram respondidas. Fiquei chocada. Foi incrível”, conta ela.

Assim, começou-se uma nova procura, dessa vez pela pessoa que nasceu no mesmo dia da jovem. Esse processo de busca foi bem mais tranquilo, mas o de encontro não. Isso porque o irmão gêmeo de Kiran, que também era adotado, não sabia dessa condição.

Ou seja, ela precisou convencer os pais adotivos dele sobre a necessidade de comunicar essa questão. Isso feito, ambos protagonizaram um reencontro emocionante.

“Quando nos separamos, ele me deu um abraço e saiu com o pai dele. Naquele momento eu me senti tão vazia. Mas ele me prometeu que iríamos comemorar nosso próximo aniversário juntos na Suécia”, relembra Kiran.

Fonte: BBC

Não olhe para cima! Micrometeorito atinge James Webb

Matéria anterior

Justiça mexicana proíbe touradas na maior arena do mundo

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos