Notícias

Ladrão rouba mochila de ucraniana e foge de cueca no Rio de Janeiro

0

Todo mundo já ouviu aquela frase “O Rio de Janeiro não é para amadores!”. Volta e meia, surgem situações que provam que esse ditado é real. No dia 11 de maio, uma turista ucraniana sentiu essa regra na pele ao ser abordada por um ladrão que queria sua mochila.

Diante da situação, ela entrou em luta corporal com o assaltante e rasgou o short dele. O ladrão até saiu sem roupa, mas levava consigo o objeto pessoal da mulher.

Fonte: Instagram

Saindo com calças curtas

A princípio, Yulya Golovko, de 26 anos, estava fazendo um passeio de bicicleta pelo Aterro do Flamengo, um complexo de lazer que fica às margens da Baía de Guanabara. Junto com ela, estava Konstiantyn Miska, de 33 anos, que é o namorado da jovem.

O que parecia ser um passeio na paz se tornou uma situação de tensão quando um ladrão abordou o casal. Na ocasião, o assaltante estava com uma faca, o que não intimidou Yulya. Sendo assim, ela partiu para cima do bandido na tentativa de defender seus pertences, atitude sem recomendação dos especialistas em segurança.

Dessa forma, a turista acabou tomando um golpe de faca no braço, fator este que a fragilizou durante a briga. No entanto, no conflito, a mulher rasgou o short do ladrão, logo, ele teve que fugir só de cueca.

Fonte: chuanyu

Apesar da vergonha, ele conseguiu o que queria: a mochila da turista. Esta recebeu ajuda de policiais militares após chamado de seu namorado. Em seguida, Yulya se dirigiu até a Unidade de Pronto Atendimento de Copacabana. Depois disso, ela foi levada até o Hospital Municipal Miguel Couto, com o intuito de tratar os ferimentos.

Embora a situação seja triste, a turista disse que não pretende encerrar aqui sua passagem pelo Rio de Janeiro. Ela ainda quer conhecer muitos pontos turísticos de uma das cidades mais bonitas do mundo. Enquanto isso, a Delegacia Especial de Atendimento ao Turista investiga o caso.

Assaltos inusitados

Um assalto é uma situação em que absolutamente tudo pode acontecer. Portanto, ao longo da história, as pessoas colecionam momentos nada convencionais. Em um grupo de Facebook, essas memórias ganham divulgações e apreciadores do país todo.

Nesse sentido, uma das internautas relata um acontecimento com a avó de sua amiga. “Ela estava sozinha em casa fazendo bolachinhas quando um cara entrou, ameaçou-a e começou a roubar todas as coisas. Ela só ficou lá de boas e continuou a fazer as bolachas. No final, ele achou a senhorinha tão simpática que devolveu as coisas e foi embora só com um pratinho cheio de bolachinhas de nata mesmo”, conta Renata de Carvalho Reversi.

Fonte: Cromary

Outra história com final não tão triste aconteceu com a chefe de Ana Nardi. Segundo a internauta, alguns ladrões entraram na casa de sua patroa à procura de dinheiro. Uma vez que a vítima não tinha, os bandidos começaram a mexer nos CDs dela, enquanto criticavam seu gosto musical. Por fim, eles levaram o carro da chefe de Ana, e garantiram que o veículo estaria na porta de uma favela pronto para ser devolvido E isso de fato ocorreu.

Por outro lado, também há narrativas com finais não muito felizes e que colocam em dúvida certas decisões das pessoas envolvidas. De acordo com Júlia Arcipreste, sua mãe estava em um ponto de ônibus junto com a amiga. De repente, uma moto com dois ladrões sobe na calçada e a mãe de Júlia avisa para a companheira correr junto com ela. No entanto, a segunda mulher não corre e recebe a voz de assalto.

Vendo aquilo, a mãe de Júlia volta até a amiga tentando impedir a situação, mas acaba assaltada também. A propósito, isso deixou Júlia com uma certa inconformidade com esse retorno de sua progenitora, mas ela agradece pela dupla estar bem.

Fonte: Metrópoles. 

Mulher vira “onça” ao flagrar traição de marido com amiga

Matéria anterior

Padrinho se acidenta com fogos de artifício em chá de revelação

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos