Curiosidades

Maior paçoca do mundo foi produzida em Boa Vista

0

Comer é um dos melhores prazeres da vida e sobre isso muita gente concorda. Se algumas coisas em pequenas quantidades já são boas, imagine-as gigantescas. É isso que está acontecendo com a produção da maior paçoca do mundo feita à base de carne seca e farinha amarela.

A produção da paçoca começou na última quinta-feira e levou três dias para ficar pronta. Diferente da paçoca doce, feita de amendoim, essa, típica da cultura indígena, leva outros ingredientes. E para a produção da maior paçoca do mundo foram necessários 700 quilos de carne seca, 400 quilos de farinha amarela, cerca de 40 litros de óleo e 80 quilos de cebola.

O prato foi servido durante a última noite do arraial Boa Vista Junina 2022. E a prefeitura da cidade quis bater o recorde de 2019, e ultrapassar os 1.050 quilos de paçoca daquele ano.

Quem ficou encarregado da produção da paçoca esse ano foi a empresa Tia Nega, que foi contratada pela prefeitura da cidade por 60 mil reais. A empresa tinha feito a paçoca em sua primeira edição, em 2015. Nesse ano, meia tonelada foi servida ao público do arraial.

A produção desse prato dura três dias porque a carne que usada é desossada e levada ao sol para fazer o processo de secagem. Depois que a carne está seca, ela é frita, e depois é triturada com a farinha em uma máquina.

Claro que para produzir a maior paçoca do mundo é preciso várias pessoas. Ao todo, foram 12 profissionais participando do processo esse ano. Quem comandou os profissionais foi o chefe de cozinha Daniel Mangabeira, da empresa Tia Nega.

Maior paçoca do mundo

G1

A família do chef trabalha com a produção de paçoca há mais de 30 anos em Roraima. Mesmo assim, Daniel disse que produzir a maior paçoca do mundo é um desafio “sem tamanho”.

“A gente já trabalha com a paçoca, mas, mesmo assim, é um desafio enorme, porque apesar de fazer parte do nosso dia a dia, agora é um desafio maior por conta da quantidade, que é grande, mais de uma tonelada de paçoca. É um desafio grande, tanto pra mim que sou coordenador da produção da paçoca, quanto para os funcionários, que a gente teve que modificar o horário deles. Eles começaram a produzir desde as 2 horas da manhã uma quantidade de quase 400 quilos por dia. Mas, a satisfação que a gente tem no final é o mais importante, a gente fez acontecer a maior paçoca do mundo”, disse ele.

Com a produção da paçoca finalizada, o óleo que é usado para a fritura da carne é doado à Fazenda da Esperança, instituição que ajuda na recuperação de pessoas dependentes de álcool e drogas.

No dia em que ela foi servida, ela passou primeiro pela já tradicional pesagem. Depois disso, a paçoca foi colocada em embalagens individuais para então ser entregue para a população. Isso acontece para garantir a segurança e higiene, e evitar o manuseio constante de quem vai servir.

Origem

G1

A história dessa maior paçoca do mundo começou em 2015. Nesse ano, a prefeitura de Boa Vista decidiu servir gratuitamente ao público do arraial porções desse prato típico. No ano, foram distribuídos 500 quilos de paçoca para 20 mil pessoas.

Nos anos seguintes, os recordes de quantidade foram batidos. A última paçoca foi servida em 2019. Nesse ano, ela chegou aos 1.050 quilos. A festa foi interrompida por conta da pandemia em 2020 e 2021. Agora, com a volta da festa, a paçoca também retornou para bater o recorde da sua anterior.

Desde 2015, a ideia da prefeitura era levar o prato para o Guinness Book, o livro dos recordes, mas isso ainda não aconteceu por conta de questões burocráticas.

Evolução

G1

De acordo com a Fundação de Educação, Turismo, Esporte e Cultura (Fetec), “após dois anos sem a edição presencial do Boa Vista Junina, este projeto de levar a paçoca ao Guiness seguiu com uma estratégia local que continuará crescendo a cada ano, dentro das condições permitidas e viáveis dentro do setor público”.

A ideia é que em 2023 ela seja inclusa no livro dos recordes.

Fonte: G1

Imagens: G1

Três fatias de queijo com furos de corações são vendidas a quase R$ 10

Matéria anterior

Brasileira com QI elevado entra para associação internacional

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos