Curiosidades

Morador de Caicó é famoso por ter memória impressionante

0

Por muitos séculos, o homem lutou para compreender como funciona o armazenamento das memórias em nosso cérebro. Entretanto, quanto mais se descobre e conforme as tecnologias foram avançando para ajudar nesse processo, mais evidente se tornou a estranheza de como funciona a memória.

Além disso, a memória pode ser um fator que faz uma pessoa ficar famosa em sua região. Esse é o caso de Aluísio Araújo, de 44 anos. O homem é natural de Caicó, na região Seridó do Rio Grande do Norte, e consegue memorizar datas comemorativas, aniversários, placas de carros, CPFs, e nunca mais esquecer.

Caso

G1

O homem tem uma memória tão boa com números que as pessoas da cidade o apelidaram de “memória de elefante”. Foi aos 11 anos que Aluísio percebeu que tinha uma boa memória. Segundo ele, estava com um amigo que deixou a carteira cair e, nesse momento, ele conseguiu decorar o CPF e a data de nascimento no documento. Esse fato aconteceu no dia 19 de dezembro de 1988.

“Ao ver uma coisa relacionada a números, acontecimentos e datas, aquilo vai ficando na minha mente. Eu tiro um ‘print’ da informação e fica na minha mente”, explicou o homem.

Para provar essa habilidade, no dia sete de dezembro de 1993, data memorizada por Aluísio, uns amigos propuseram um desafio para ele. Eles escreveram 60 números em um papel e pediram para que ele falasse a ordem correta. Desde esse dia, a sequência ficou gravada na memória dele.

“Eu sou testemunha que ele chegava na rodoviária e pegava uma folha, alguém escrevia 100 números aleatórios, ele passava 3 minutos decorando, e logo na sequência apostava perguntando se eles queriam que ele dissesse a sequência da direita para a esquerda ou da esquerda para a direita”, contou o  comerciante Igor Vale, que já viu Aluísio decorar sequências gigantes.

Dom

G1

O mais curioso é que Aluísio só estudou até o terceiro ano do Ensino Fundamental. Mesmo assim, o homem tem em sua memória o número de 288 CPFs, 123 identidades e mais de 1.500 datas aleatórias.

“Inclusive, tem coisa gravada na minha mente que nem eu mesmo tenho noção. Às vezes alguém pergunta um fato que aconteceu há 40 anos e minha memória já informa de forma exata e instantânea”, disse ele.

Outra habilidade de Aluísio é fazer associações entre os acontecimento, relacionando datas. Em uma entrevista, o homem disse que um dos seus filhos também tem o mesmo dom que ele.

“Tenho três filhos, mas meu filho do meio tem uma memória semelhante à minha. Ele tem 18 anos e já terminou os estudos”, contou.

Memória

O defensor

Quando o assunto é memória, a maioria das pessoas quer ter uma boa. Pode ser que não seja tão boa quanto a de Aluísio, mas ao menos se lembrar bem das coisas.

Para isso, em relação à memória existem poucas coisas que são tão benéficas como ter uma boa noite de sono. Isso porque, para lembrar das informações, a pessoa precisa prestar atenção. Se ela está cansada, ela simplesmente não consegue prestar atenção de uma forma tão eficaz.

Isso pode ser uma coisa simples de se entender, mas também traz uma pergunta. Por que as pessoas se cansam? O cansaço e os problemas para prestar atenção podem ser porque a pessoa está acordada há muito tempo e a pressão do sono está aumentando. Ou então porque é o meio da noite e o ritmo circadiano dela está mandando ela dormir. Nesses dois casos a pessoa terá problemas para prestar atenção e, consequentemente, para se lembrar das coisas.

Por conta disso que dormir ajuda na consolidação das memórias que as pessoas querem preservar, as transferindo das memórias transitoriamente acessíveis para aquelas que podem ser lembradas anos depois.

Além disso, as memórias de fatos e habilidade mostram ter uma maior retenção em um período de 12 horas que inclui sono em comparação com o mesmo período de tempo enquanto a pessoa está acordada.

E quando alguém pretende maximizar a memória, seja porque está estudando para uma prova ou concurso, ou então se preparando para uma reunião importante, ou está com ansiedade por conta de uma responsabilidade em específico, a dica é passar o olho naquilo que se quer lembrar diariamente. Isso deve ser repetido por vários dias e ser seguido de uma boa noite de sono de sete a nove horas.

Fonte: G1, Hypescience

Imagens: G1, O defensor

Médicos utilizam pele de tilápia para construção de canal vaginal

Matéria anterior

Brasileira se torna nova integrante do grupo de K-pop “Blackswan”

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos