Curiosidades

Mulher deitada no sofá de casa é atingida por tiro e salva por moeda

0

Levar um tiro não é uma experiência que as pessoas querem ter na vida. Mas pense levar um tiro enquanto você está no sofá da sua casa. Pior ainda! Esse foi o caso dessa mulher de 42 anos, que aconteceu no bairro Pae Cara, em Guarujá, no litoral de São Paulo.

Felizmente, a mulher sobreviveu e graças a uma situação digna de filme. O disparo foi feito e chegou até ela, mas ele foi amortecido por algumas moedas que estavam no bolso da mulher. Com isso, a bala acabou a acertando de raspão. Por mais que a mulher tenha escapado da morte, ela pontua que ainda está assustada com a situação. “Poderia nem estar aqui”, disse.

“Infelizmente, hoje não estamos seguros nem dentro de nossas casas. Só eu sei o susto que passei. De fato, um tiro veio do teto e me atingiu”, contou.

Bala desviada

G1

De acordo com a mulher, ela estava assistindo televisão quando o projétil entrou pelo teto. Por conta disso, a bala poderia ter atingido sua cabeça ao invés da nádega, ou até mesmo uma criança.

“Não estamos seguros nem dentro de casa, essa é a realidade de Guarujá. Estou bem, graças a Deus, mas poderia nem estar aqui. Hoje, meu filho poderia estar chorando, assim como minha mãe, meu marido, meus familiares“, disse ela.

O que amorteceu a bala foram três moedas que a vítima tinha em seu bolso. Tanto que uma delas chegou a ficar amassada. “Ficou um inchaço horrível na hora. Tive muita dor e queimação. O tiro veio após barulho de fogos, então certeza que soltam para camuflar os disparos que eles dão para o alto“, contou a mulher.

Caso

G1

Segundo boletim de ocorrência, os policiais militares foram acionados ao pronto-socorro do distrito de Vicente de Carvalho, na noite do último domingo para atenderem uma ocorrência envolvendo uma vítima de disparo de arma de fogo.

Quando os policiais chegaram ao pronto-socorro, a mulher contou para eles que estava sentada no sofá e, depois de ouvir um barulho parecido com fogos de artifício, sentiu ter sido atingida na nádega do lado direito.

Depois de receber atendimento médico, a mulher foi encaminhada para a  Delegacia de Guarujá, onde o caso foi registrado como lesão corporal. A bala que atingiu a vítima foi apreendida e levada para um exame pericial. Além disso, uma guia de exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) foi expedida para a vítima.

Através de uma nota, a Prefeitura de Guarujá informou que a paciente foi atendida no pronto-socorro de Vicente de Carvalho (PSVC) depois de ter sofrido um ferimento por arma de fogo no glúteo. E que depois do atendimento médico foi identificado que a bala tinha ficado presa em uma moeda.

De acordo com a administração municipal, como não existiu ferimento grave, e a mulher estava consciente e estável, não houve a necessidade de que ela fosse transferida para um hospital. A vítima recebeu alta depois de algumas orientações.

Salvamento

Galileu

Essa mulher não foi a única que teve sua vida salva por algum objeto um tanto quanto estranho. Nesse caso em Ontário, no Canadá, uma mulher de 30 anos estava andando pela rua à noite, quando de repente foi atingida por uma bala.

Felizmente, o tiro não foi fatal, mas a mulher sofreu um trauma na região do peito. Ela disse que, na hora que a bala a atingiu, sentiu calor e dor em seu peito esquerdo, e que estava vendo muito sangue.

Quando ela foi levada ao hospital, sua condição foi estabilizada, e o único ferimento que ela tinha era o buraco onde a bala entrou, na parte superior do seu peito esquerdo.

E foi examinando a ferida da paciente que os médicos sentiram uma massa dura, parecida com uma bala, sob a pele da mulher do outro lado do corpo atrás do peito direito dela. O raio-X confirmou que aquela massa era a bala que ainda estava dentro do corpo da paciente. Além da bala, a mulher tinha uma fratura na costela.

Analisando as lesões da paciente os médicos puderam ter uma noção da trajetória que a bala fez no corpo dela. E o que os pesquisadores acham é que a bala passaria diretamente pela parede torácica dela e talvez atingisse o coração. Mas essa trajetória foi desviada por conta do silicone que a paciente tinha.

Fonte: G1, Galileu

Imagens: G1

Relatório aponta que mais de 60 milhões de brasileiros sofrem com insegurança alimentar

Artigo anterior

É possível engravidar menstruada ou sem fazer sexo com penetração?

Próximo artigo