Curiosidades

Navio histórico naufragado há mais de 100 anos é encontrado

0

Ao redor do mundo todo existem várias descobertas a serem feitas. Algumas são impressionantes, como por exemplo, o descobrimento desse navio que naufragou há 106 anos. O navio, chamado Endurance, foi encontrado por uma equipe de cientistas nas profundezas do oceano.

Depois de duas semanas de buscas feitas no Mar de Weddell, a embarcação foi identificada com a ajuda de um drone submarino. O navio encontrado fez parte da expedição do explorador Ernest Shackleton, em 1915. Passados mais de 100 anos, ele foi encontrado por uma equipe a bordo do Endurence22.

Descoberta

A embarcação foi achada a 3.008 metros de profundidade no Mar de Weddell. De acordo com a própria equipe de cientistas, a descoberta do Endurance foi um verdadeiro feito histórico. Até porque, a busca pelo naufrágio desse navio era uma das mais desafiadoras do mundo.

“Realizamos importantes pesquisas científicas em uma parte do mundo que afeta diretamente o clima e o meio ambiente global”, disse John Shears, líder da expedição.

O navio naufragado tinha 43 metros de comprimento e comportava três mastros. O objetivo de Shackleton, em 1915, era fazer com que a sua fosse a primeira expedição a alcançar o continente congelado. Contudo, o Endurance ficou preso quando o gelo marinho de Weddell começou a ficar mais espesso.

Navio

Twitter

À medida que o gelo ficava mais grosso, ele começou a esmagar o navio. Vendo isso, a equipe de Shackleton abandonou a embarcação porque viu que o naufrágio era uma coisa inevitável. Felizmente, os tripulantes conseguiram sobreviver tendo remado 1.300 quilômetros até a ilha de Geórgia do Sul em um bote baleeiro.

As imagens da descoberta mostram o navio relativamente inteiro. Nele, é possível ver o letreiro Endurance na popa do navio junto com uma estrela e o convés traseiro. Na expedição feita pelo drone marinho, ele não tocou a embarcação.

Twitter

Outro ponto curioso a respeito desse navio é que ele é considerado histórico para o Tratado da Antártida. Ele foi um acordo assinado por doze países, incluindo o Brasil, responsável por regular qualquer atividade dentro e ao redor da Antártida.

Bem preservado

O curioso é que pesquisadores estão sempre encontrando navios naufragados ao redor do mundo. Dentre os achados, alguns chamam atenção por seu estado de preservação.

Como essa descoberta inesperada no mar Báltico. Os mergulhadores encontraram um naufrágio surpreendentemente bem preservado datado de quase 400 anos. Os mergulhadores voluntários da Badewanne, equipe sem fins lucrativos, encontram relíquias do século XX. Por isso que descobrir o que parece ser um navio marcante holandês, praticamente intacto, do século XVII, foi uma surpresa muito grande.

O navio é um exemplo do chamado fluit holandês. Ele foi encontrado perto da foz do Golfo da Finlândia, nas águas mais orientais do mar Báltico. O navio estava a uma profundidade de cerca de 85 metros. Ele é como uma cápsula do tempo no fundo do mar, já que está completamente preservado e intacto.

Claro que a embarcação tem alguns danos pequenos que foram feitos por conta da pesca de arrasto pelágica com redes de pesca. Mas fora isso, a embarcação está congelada no século XVII graças às propriedades da água nessa parte do mar, como explica a equipe. Nela existe uma combinação de níveis baixos de salinidade, temperatura e luz que permitem que os naufrágios sobrevivam praticamente inalterados por centenas de anos.

Por mais que esse tipo de embarcação tenha sido muito popular entre os séculos XVI e XVIII, poucos deles sobreviveram até os dias atuais. Por conta disso, descobertas de navios como esse podem mostrar alguns fatos interessantes sobre os tesouros históricos encontrados.

Fonte: Canaltech

Imagens: Twitter, YouTube

Jennifer Garner e Mark Ruffalo recriam cena do filme ”De Repente 30”

Artigo anterior

Hedy Lamarr, a atriz de Hollywood que deu início ao Wi-Fi

Próximo artigo