icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


O homem que ficou famoso por velar a mãe sozinho, foi morto por conta de 40 mil reais da sua vaquinha virtual

POR Erik Ely EM Curiosidades 15/07/20 às 17h46

capa do post O homem que ficou famoso por velar a mãe sozinho, foi morto por conta de 40 mil reais da sua vaquinha virtual

Nessa semana, José Ricardo Fernandes Ribeiro, o homem que ficou famoso por velar a mãe sozinho, voltou a comover usuários das redes sociais. Isso porque, quase um ano depois do ocorrido, o homem de 44 anos foi morto após ter seu corpo coberto por chamas em um incêndio, dentro de sua própria casa. Segundo o Corpo de Bombeiros, a vítima teve cerca de 80% do corpo queimado e acabou não resistindo. Contudo, o caso é pior do que parece. De acordo com a investigação da Polícia Civil, sua morte teria sido encomendada.

Conforme consta nas investigações, uma mulher teria contratado um matador de aluguel por meio de um perfil falso nas redes sociais. Dessa forma, o crime teria acontecido por conta do valor de 40 mil reais que José Ricardo recebeu de uma vaquinha virtual. O valor da vaquinha seria usado no tratamento de José, que lutava contra uma doença renal crônica.

Uma mulher contratou um assassino de aluguel

Na última sexta-feira (10/07), a suposta autora do crime teria contratado um matador de aluguel. Para isso, ela utilizou um perfil no Facebook. Assim, depois de ter combinado o crime, os dois foram até a casa da vítima e a espancaram. Em seguida, atearam fogo em seu corpo, que logo tomou conta da residência.

Após o incêndio chamar a atenção dos vizinhos, eles logo encontram José Ricardo e chamaram o Corpo de Bombeiros. Ainda com vida, o homem foi socorrido e levado de helicóptero para o Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol). No entanto, por conta da gravidade dos ferimentos, ele acabou não resistindo e morreu no último domingo (12/07). "O filho de três anos de uma vizinha que viu a fumaça primeiro. Ele avisou, e as pessoas se mobilizaram e chamaram os bombeiros. Tiveram que arrombar a porta para tirar ele de lá. Os bombeiros chegaram às 13h50 e levaram ele", afirmou Saulo Pereira, o dono do imóvel em que a vítima morava.

Ela era próxima de José Ricardo

José Ricardo morava no Conjunto Estrela do Sul, em Aparecida de Goiânia. Mas, os criminosos não invadiram o local. Isso porque, a mandante do crime era próxima da vítima. De acordo com as investigações, a autora do crime teria se aproximado de José ainda em 2019. Nessa época, ela passou a auxiliá-lo com a divulgação da vaquinha. Porém, sua história ganhou repercussão nacional quando, em agosto do ano passado, sua mãe morreu. Dessa forma, mesmo já com a saúde debilitada e em busca de tratamento, José Ricardo foi o único presente no velório e enterro de sua mãe, comovendo todo o país.

Por conta da repercussão de sua postagem no Facebook, José Ricardo conseguiu arrecadar cerca de 40 mil reais em doações. Com o dinheiro em mãos, José havia prometido uma parte para a mulher que o ajudou a divulgar a vaquinha e que também o ajudava nos afazeres domésticos. Entretanto, ao não receber sua parte, a mulher decidiu, por meio do Facebook, contratar um assassino de aluguel para executar José.

De acordo com a Polícia Civil, o homem e a mulher, ambos de 22 anos, já foram presos no setor Cidade Satélite São Luís, em Aparecida de Goiânia. Assim, em breve, eles devem ser investigados por homicídio qualificado, em concurso material com furto qualificado.


Próxima Matéria
Via   Jornal Opção     G1  
avatar Erik Ely
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest