• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

O primeiro tubarão que não é apenas carnívoro foi descoberto

POR Jesus Galvão    EM Ciência e Tecnologia      06/09/18 às 15h59

Os tubarões são uma das espécies carnívoras mais conhecidas do mundo. E por muitos anos, os cientistas acreditavam que a dieta desses animais era exclusivamente composta por carne. Mas, como a natureza é cheia de surpresas, mais uma vez as convicções humanas caíram por terra.

Um tubarão de pequeno porte, conhecido como Tubarão-de-pala (Sphyrna tiburo), que é encontrado nas águas da costa dos EUA, segundo um novo estudo, é o primeiro animal desta espécie que é considerado onívoro. Ou seja, ele se alimenta de animais e de vegetais. O tubarão-de-pala é uma espécie parente do tubarão-martelo.

A alimentação

As fêmeas dessa espécie de tubarão podem alcançar, quando adultas, cerca de 1,5 metro de comprimento. Eles são encontrados nas águas do Pacífico Oriental, no Atlântico Ocidental e no Golfo do México. Apesar de se alimentarem de caranguejos, camarões, caracóis e outros peixes, o Tubarão-de-pala também se alimenta de ervas marinhas.

Uma investigação realizada por cientistas e pesquisadores da Universidade da Califórnia e da Universidade Internacional da Flórida, publicada na revista Proceedings of the Royal Society B, sondou os hábitos alimentares destes predadores depois que foram encontrados alguns peixes que estavam ingerindo ervas marinhas.

"Foi assumido que esse consumo foi incidental e que não forneceu nenhum valor nutricional. Eu queria ver o quanto dessa dieta de ervas marinhas os tubarões poderiam digerir, porque o que um animal consome não é necessariamente o mesmo que digere e retém nutrientes", contou umas das pesquisadoras, Samantha Leigh.

A digestão

Os pesquisadores então plantaram ervas marinhas do mar na Baía da Flórida em um laboratório, para descobrirem se os tubarões de fato eram onívoros. Foi adicionado a elas bicarbonato de sódio com um isótopo de carbono na água, que iria lhes garantir uma assinatura química singular.

Três tubarões-de-pala foram levados ao laboratório e foram alimentados com lulas e ervas marinhas por algumas semanas. Todos os animais tiveram um aumento de peso, e nas análises dos pesquisadores ficou provado que os tubarões digeriram as enzimas das ervas marinhas que eles comeram.

Mesmo com dentes não apropriados para o consumo deste tipo de alimento, os fortes ácidos estomacais dos tubarões conseguem perfeitamente efetuar todo o ciclo para a quebra dos componentes das plantas, como o amido e a celulose. Outros exames ainda revelaram que níveis consideráveis do isótopo de carbono estavam presentes no sangue e no fígado destes animais, e isso traria bons resultados para saúde deles.

"O tubarão-de-pala é a primeira espécie onívora conhecida de tubarão. Se outras espécies também adotaram estratégias digestivas onívoras, precisaríamos reavaliar seu papel como principais predadores", afirmou Leigh.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Via   Galileu     Science Alert  
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+