Curiosidades

Orbital de Marte chinês captura imagens impressionantes do planeta

0

Dentre todos os planetas existem no espaço, o quarto planeta do sistema solar é um dos que mais atiça a curiosidade desde que foi descoberto. Ademais, depois da Terra, Marte é o planeta mais popular. Essa popularidade tem vários motivos.

Nesse sentido, algumas pessoas alimentam a teoria de que há vida no enorme planeta vermelha. Outras dizem que os extraterrestres que vemos em tantas histórias partiram de Marte. Já os cientistas o veem com outros olhos e estudam a possibilidade de habitá-lo.

Como resultado, a exploração do Planeta Vermelho já está acontecendo, tanto que agências espaciais ao redor do mundo se mobilizaram para conseguir enviar missões para Marte, e consequentemente, entender mais sobre o planeta. Além disso, pretendem esclarecer a dúvida se já houve ou não vida no planeta e se há a possibilidade dos humanos fazerem colônia por lá.

Marte

Twitter

Nesse ínterim, a China foi um desses países, e que enviou sua sonda Tianwen-1. Essa sonda está bem acima de Marte e já capturou várias imagens incríveis desse planeta tão fascinante do nosso sistema solar.

As fotos foram tiradas através de uma pequena câmera colocada na sonda. Elas foram divulgadas no ano novo e mostram Tianwen-1 observando solitariamente o planeta vermelho. Além de também mostrar a calota de gelo congelada no norte de Marte.

Resultado disso são fotos que parecem ter saído de um filme de ficção científica, mas ao mesmo tempo que se parecem um pouco com coisas que vemos aqui na Terra. A sonda está a aproximadamente 350 milhões de quilômetros de distância da Terra.

Imagem

Twitter

Junto com o lançamento da imagem, foi feito também um close-up da sonda dourada. Nele, é possível ver sua antena e o painel solar que alimenta Tianwen-1 na sua missão.

Claro que a maior parte da comunidade científica se entusiasmou com as imagens divulgadas pela sonda. Até porque, elas são imagens sem precedentes. Ademais, a câmera é uma coisa exclusiva de Tianwen-1. Ela dá algumas oportunidades interessantes para a fotografia de Marte e do orbitador.

Além disso, a agência espacial chinesa também divulgou uma imagem em mosaico tirada pelo rover Zhurong na superfície de Marte. Ela mostra uma paisagem até um pouco familiar para nós, aqui na Terra, uma grande área árida.

A espaçonave chinesa foi lançada em julho do ano passado, na mesma época da sua missão rival dos EUA. O Tianwen-1 tem ao todo cinco toneladas. Nele estão inclusos um orbitador de Marte, um módulo de pouso e um rover que irá estudar o solo do planeta.

Essa espaçonave irá se dirigir à Utopia Planitia, que é no hemisfério norte marciano. Esse é um lugar ideal para tentar uma aterrissagem suave. Além disso, nessa mesma região existe uma enorme reserva de água congelada no subsolo.

Exploração

Twitter

Assim, a China investiu bilhões de dólares no seu programa espacial, que está sendo comandado por militares. Na última década eles fizeram grandes avanços.

Marte ainda continua sendo um alvo bem requisitado, mas sem muito sucesso, visto que a maioria das missões enviadas pelos Estados Unidos, Rússia, Europa, Japão e Índia, desde os anos 1960, não foram bem sucedidas.

Engana-se quem pensa que o Tianwen-1 é a primeira tentativa da China de chegar ao Planeta Vermelho. Eles fizeram uma missão anterior junto com a Rússia em 2011. Ela terminou prematuramente porque o lançamento da missão falhou. Contudo, felizmente essa missão tem se mostrado bem sucedida.

“Na manhã de sábado, o Zhurong de 1,85 metros de altura e 240 quilos havia trabalhado em terras marcianas por 224 dias – superando em muito sua expectativa de vida de três meses. O rover havia viajado mais de 1.400 metros”, informou a Administração Espacial Nacional chinesa quando divulgou as imagens.

Fonte: Science Alert

Imagens: Twitter

Viúva-Negra: Por que essa aranha é tão letal

Matéria anterior

O açúcar das frutas faz mal à saúde?

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos