• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Pão é preparado com fermento de 4.500 anos e tem resultado surpreendente

POR Arthur Porto    EM Curiosidades      07/08/19 às 19h06

Quem quer pão, quem quer pão, quem quer pão… Que tá quentinho, tá quentinho, tá quentinho". A música infantil é famosa, todo mundo gosta e o trecho é perfeito para começar a matéria. Até porque, quem não gosta de pão? Que eu saiba, ninguém ou talvez bem pouca gente. Aqueles que não gostam, acredito, não sabem aproveitar a riqueza do alimento.

O pão combina com tudo. Combina com diversos tipos de molhos, por exemplo. Com queijo, com champanhe e pode ser ingerido mesmo sozinho, sem acompanhamento algum. Não há nada como aquele pão fresco, quentinho, que a gente faz questão de esperar na fila da padaria. Além disso, o pão é um dos primeiros alimentos básicos que existe desde o surgimento da civilização.

Na culinária, é também um grande objeto de estudo. A gastronomia vem criando diversas receitas, tudo para aprimorá-lo ainda mais. No entanto, a mais inovadora de todas, e também a mais recente, não foi elaborada por um renomado chef de cozinha. Longe disso. O prato mais peculiar de todos os tempos foi criado por ninguém menos que Seamus Blackley, um dos criadores do console de videogames Xbox.

Por que peculiar? Seamus Blackley utilizou uma levedura de cerca 4,5 mil anos de idade, coletada em cerâmica do Egito Antigo, para cozinhar um pão. De acordo com Blackley, "o aroma é incrível" e "é muito mais doce e mais rico do que a massa que estamos acostumados a comer".

Em seu Twitter, Blackley fez uma thread, contando o processo usado para preparar a 'iguaria'. Antes de realizar a receita, Blackley encontrou em contato com a egiptóloga, Serena Love, e com o microbiologista, Richard Bowman. Juntos, eles pegaram o fermento de coleções no Museu de Belas Artes de Boston e do Museu Peabody, em Harvard.

Blackley informou que usou um "processo não destrutivo" para capturar as leveduras e bactérias dormentes, dentro dos poros cerâmicos de vasos antigos. Ainda de acordo com Blackley, a amostra estava borbulhante e pronta para ser assada em uma semana. Todos os grãos usados ??são antigos, orgânicos e moídos frescos. Os ingredientes utilizados foram cevada, Einkorn e Kamut.

O resultado, claro, foi comemorado. Após terminar o preparo, Blackley disse que a massa "fermentou e subiu lindamente". No entanto, cientistas ainda precisam isolar e caracterizar as amostras para garantir que elas genuinamente usaram com micróbios antigos.

Além disso, ele espera refinar seu cozimento para ser mais autêntico aos métodos usados ??pelos antigos egípcios.

A história do pão

Estima-se que o pão surgiu há 12 mil anos, na Mesopotâmia, juntamente com o cultivo do trigo. Os pães eram feitos de farinha, misturada com o fruto do carvalho. Os primeiros pães eram achatados, duros, secos e amargos. Para ser ingerido, o pão era lavado várias vezes em água fervente e depois, era assado sobre pedras ou embaixo de cinzas.

O primeiro pão assado em forno de barro foi há 7000 a.C., no Egito, onde, mais tarde, descobriram o fermento. O pão chegou à Europa em 250 a.C., sendo preparado em padarias. Contudo, com a queda do Império Romano, esses estabelecimento fecharam e o pão teve de ser feito em casa. Somente a partir do século XII, a França começou a melhorar a produção desse alimento e, então no século XVII, o país se destacou como centro mundial de fabricação de pães.

Próxima Matéria
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+