Notícias

Passageiro sem experiência de voo pousa avião após piloto passar mal

0

Essa é uma daquelas situações em que ninguém gostaria de estar na pele do protagonista. Na Flórida, um passageiro teve que fazer um pouso de emergência após o piloto da aeronave passar mal. Para essa missão, ele contou com a ajuda do controlador de tráfego aéreo, Robert Morgan, que esteve em contato com o inexperiente condutor o tempo todo.

Esse caso desesperador aconteceu em Palm Beach, e acabou com um pouso em segurança. Basicamente, só havia o piloto e o passageiro dentro do avião, um monomotor Cessna Grand Caravan 208.

Fonte: Wikimedia Commons

Aprendendo e fazendo

A princípio, o controlador de tráfego Robert Morgan estava em momento de descanso, quando recebeu um chamado assustador. A primeira notícia do que se tratava veio dos outros funcionários da torre de comando, os quais disseram que um dos voos tinha um piloto incapacitado de continuar dirigindo.

Nesse sentido, ao entrar na linha, percebeu que quem falava era o passageiro da aeronave. Em seguida, ao perguntar sobre o piloto, o novo condutor diz que o profissional estava inconsciente, e que só ele poderia conduzir o voo que saiu de Bahamas. Todavia, o próprio passageiro expressou a gravidade da situação: “Eu não tenho ideia de como pilotar um avião”.

Apesar da inexperiência, o novo condutor tinha simpatia pela aviação e já observou pilotos operando aeronaves. De certa forma, isso facilitou o trabalho do controlador Robert Morgan, que também é instrutor de voo certificado. Logo, iniciou-se um processo de descoberta de onde o avião estava no mapa, informação concedida pelo passageiro: “Não tenho ideia, mas vejo a costa da Flórida na minha frente”.

Portanto, Robert Morgan orientou seu novo aluno a pousar no aeroporto de Palm Beach, o maior da região, assim, ele teria um alvo maior. Na comunicação pelo rádio, o instrutor tenta ser o mais didático possível: “Tente segurar o nível das asas e ver se consegue começar a descida. Pressione os controles e desça em um ritmo muito lento”.

Dessa forma, as dicas foram seguidas à risca e o passageiro realizou um pouso digno de nota 10, segundo o controlador de tráfego. A propósito, há gravações da aterrisagem, processo que costuma demorar 20 horas para se aprender em uma escola de aviação. Quanto ao estado de saúde do piloto, a Agência Federal de Aviação não revelou qual o problema gerou a inconsciência do condutor.

Pouso histórico

De acordo com Morgan, quando a situação ganhou um final feliz, ele sentiu fortes emoções. “Eu achei que fosse chorar naquele momento, porque havia muita adrenalina acumulada. Fiquei muito feliz que ninguém se machucou”.

Além disso, dentro do sistema de comunicação aérea, outros pilotos e controladores foram à loucura com a cena. “Vocês acabaram de testemunhar um passageiro pousando um avião”, disse um funcionário da torre de controle da American Airlines, durante seu contato com condutores da companhia que esperava para decolar de Charlotte, cidade da Carolina do Norte.

Fonte: Athena

Na resposta, os pilotos da empresa se mostraram incrédulos com a informação que acabaram de receber da torre de comando. “Você disse que passageiros pousaram um avião? Meu deus, bom trabalho”, desabafou um deles.

A propósito, após os minutos de adrenalina pura, o controlador e instrutor Robert Morgan foi conhecer seu aluno sem matrícula. Segundo o profissional, eles deram um abraço e foi possível ter acesso ao que motivou a postura consciente do passageiro durante o pouso. “Foi um momento emocionante. Ele disse que queria chegar em casa e ver sua esposa, que está grávida. E isso tornou a situação melhor ainda”, relata o operador de voo.

Por fim, o controlador ressalta que, da torre, ele apenas realizou o próprio trabalho. Portanto, segundo diz Robert Morgan, o herói é o passageiro. Apesar da humildade, ambas as partes da dupla foram amplamente parabenizadas nas redes sociais depois do feito.

Fonte: R7, CNN.

Pescador disputa peixe com crocodilo de 4 metros

Matéria anterior

Anitta lança curso de empreendedorismo para universitários

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos