• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Vídeo repugnante mostra como milhares de larvas comem uma pizza inteira

POR Cristyele Oliveira    EM Experiências      20/02/19 às 15h19

Na imensidão da internet, frequentemente, nos deparamos com vídeos curiosos e intrigantes. Dependendo do seu gosto peculiar, isso pode variar entre animais fofinhos fazendo algo engraçado, vídeos prazerosos de objetos sendo destruídos, pessoas fazendo algo não muito inteligente, e até os que vídeos bizarros de espinhas sendo espremidas. Enfim, não importa o gênero, não estamos aqui para julgar. O fato é que tem para todos os gostos, se você geralmente cede a sua curiosidade, talvez tenhamos algo para você. Que tal um aproveitar 1:26 assistindo a 10 mil larvas devorando uma pizza inteira?

Não, a experiência não é um viral do YouTube, mas poderia ser. Na verdade, o vídeo se trata de um estudo sobre como larvas de mosca negras conseguem consumir diferentes alimentos com tamanha rapidez. As percepções com o estudo foram publicadas no Journal of the Royal Society Interface.

O vídeo

A primeira impressão que se tem com o vídeo é de se trata apenas de uma experiência desagradável para algumas pessoas, mas o intuito da "fonte da larva" é realmente algo promissor. Os pesquisadores envolvidos estão estudando a formidável capacidade das larvas de se alimentar do desperdício de alimentos de forma rápida e eficiente. Além disso, depois de estarem totalmente satisfeitas das sobras, ainda é possível usar essas larvas como fonte de alimento de alta proteína para outros animais. Essa seria uma opção capaz de criar um sistema alimentar sustentável, levando em consideração que os seres humanos produzem 1,3 bilhão de resíduos alimentares anualmente.

"Criar larvas de moscas negras, Hermetia illucens, é um método promissor para lidar com esse desperdício", explicou uma especialista da equipe da Georgia Tech. "Os fazendeiros das larvas levantam milhares de larvas juntos em lixeiras e os alimentam com o desperdício de alimentos".

Buscando entender melhor como as larvas se alimentam em grandes proporções, a equipe usou um vídeo em time-lapse e a velocimetria por imagem de partículas (PIV) para observar o comportamento. Os pesquisadores poderiam rastrear essas larvas em três dimensões, mas optaram por usar imagens bidimensionais da parte superior, inferior e PIV para examinar o fluxo e o movimento dentro da horda de larvas.

Acabar com o desperdício

Quando essas larvas se alimentam individualmente, elas conseguem consumir a comida rapidamente em 5 minutos, e em 44% das vezes, elas ficam ao redor da fonte de alimento. Esse comportamento poderia bloquear o acesso nas entradas para que as demais não alcancem a comida, então como se explica o fenômeno de um grupo de larvas que conseguiram devorar completamente uma pizza de 16 polegadas com tanta braveza?

Elas superam essa limitação "gerando fontes ao redor de alimentos, onde novas larvas rastejam do fundo e são 'bombeadas' para fora do topo. Esse fluxo de autopropagação elimina potenciais obstáculos, aumentando assim a taxa de alimentação", concluiu os pesquisadores.

Antes de fazer a experiência com a pizza, a equipe testou o mecanismo usando laranjas para alimentar grupos que variam de tamanho de 10 a 58 mil larvas, englobando quatro ordens de grandeza de tamanho. A partir dos resultados, eles desenvolveram modelos matemáticos baseados na taxa de alimentação das larvas. Eles descobriram ainda que esse comportamento permite que os vermes famintos substituam as que já estão completamente satisfeitas a ponto de não conseguirem mais comer, abrindo espaço para as demais.

A equipe salienta que este estudo poderia auxiliar as empresas a aumentarem a produção e a transformarem o desperdício de comida em uma fonte de alimento para o gado, por exemplo.

Próxima Matéria
Via   IFL Science  
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+