Curiosidades

Você ama o cheiro da chuva? Existe um motivo oculto por trás dessa atração

0

O cheiro é uma coisa bastante característica, seja ele bom ou ruim. Existem cheiros que as pessoas gostam, como por exemplo, cheiro de livro novo, de carro novo, de café passado e o cheiro de chuva. Esse último é bastante característico quando a chuva entra em contato com o solo. Esse cheiro atrai e, segundo uma pesquisa, não somente os humanos.

O cheiro que conseguimos detectar depois de uma chuva vem de um composto orgânico chamado geosmina. Ele é produzido por micróbios, incluindo o gênero de bactérias Streptomyces.

As bactérias Streptomyces liberam geosmina quando elas morrem. E nós humanos e outras criaturas são sintonizados com isso. O que ninguém sabia muito bem era o porquê. Mas uma equipe internacional de pesquisadores começou a explicar porque essas bactérias produzem a geosmina. E se outras criaturas também apreciavam esse cheiro da mesma forma que os humanos.

“Para investigar possíveis papéis da geosmina e outros compostos orgânicos voláteis de Streptomyces no contexto dos ecossistemas do solo, perguntamos se o cheiro de Streptomyces spp. poderia atrair artrópodes que habitam o solo”, escreveu a equipe internacional de pesquisadores em seu novo artigo.

Cheiro

Eles mesmo levantaram essa pergunta e foi exatamente a resposta que eles encontraram.

“Em uma rede de armadilhas de campo atraídas por colônias de Streptomyces coelicolor , descobrimos uma atração significativa de Colêmbolo em comparação com as armadilhas de controle”, escreveram.

A equipe fez várias experiências, em campo e em laboratório, para ver quais eram os efeitos da geosmina e de um outro composto chamado 2-metilisoborneol (2-MIB) em criaturas da floresta. Mais especificamente em Colêmbolos, que são pequenos artrópodes com um apêndice em cauda, que vivem em materiais orgânicos no chão da floresta.

Descoberta

A descoberta é que eles são grandes fãs da geosmina. Eles podem senti-la com suas antenas e são atraídos por ela e se alimentam dos Streptomyces que a produzem. E os Streptomyces fazem isso com uma intenção.

O Streptomyces age várias vezes como um fungo. E quando está pronto para se reproduzir ele cria esporos que possam espalhar bactérias recém nascidas por toda parte. Mas para que essa propagação aconteça ele precisa de um  vetor. Que é onde os artrópodes entram.

” O colêmbolo se alimenta das colônias de Streptomyces. E difunde esporos tanto por meio de granulados fecais quanto pela aderência à cutícula hidrofóbica”, explica a equipe.

“Os resultados indicam que a produção de geosmina e 2-MIB é parte integrante do processo de esporulação, completando o ciclo de vida de Streptomyces , facilitando a dispersão dos esporos pelos artrópodes do solo”, concluem.

O que reconhecemos como cheiro da chuva é, na verdade, a fragrância de células reprodutoras, os esporos, que esses microrganismos liberam. Esse processo, que dá origem a novos seres da colônia e exala o odor debatido, só acontece quando a área onde as Streptomyces vivem fica úmida. Eles não faz mal ao ser humano. Pelo contrário, muitas das espécies desse gênero servem como matéria-prima para a fabricação de antibióticos.

E nas épocas de seca essas bactérias entram em um estado de hibernação, chamado latência. Nesse período, elas continuam vivas, mas sem se reproduzir.

7 músicas com bastidores terríveis

Matéria anterior

Veja quanto tempo a música leva para curar a tristesa, segundo estudo

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar