Curiosidades

7 religiões criadas graças às obras de ficção

0

As religiões são uma forma de as pessoas entenderem ou buscarem respostas para algumas perguntas existenciais, que normalmente não são respondidas facilmente, como por exemplo, como surgiu a vida, o que acontece depois da morte e para onde vamos, quando essa vida acaba.

Independente de qual seja a manifestação religiosa que alguém siga, todas elas merecem ser respeitadas igualmente, e o nosso mundo tem uma grande diversidade delas. Cada religião tem sua história e costumes diferentes. E existem algumas que surgiram tão recentemente, que sua origem não é uma dúvida para ninguém. Inclusive, há algumas que surgiram da ficção. Mostramos aqui, algumas religiões que são seguidas de verdade, mesmo tendo sido criadas pela ficção.

1 – Dudeísmo

O filme “O Grande Lebowski”, dos irmãos Coen, não foi um sucesso de bilheteria. Mas sua popularidade fez com que seus fãs criassem uma religião. É dito aos convidados: “junte-se à religião que mais cresce no mundo – o Dudeísmo. Uma filosofia antiga que prega a não pregação, pratica o mínimo possível”.

Os praticantes dessa religião tratam, com ambiguidade, a seriedade da sua religião. “Embora o dudeísmo faça uso de muito humor e sátira, somos totalmente sérios em nossa crença de que é ‘a religião por seu tempo e lugar’. Ou, somos tão sérios quanto qualquer um pode ser, sobre uma ‘crença'”, dizem eles.

2 – Jediism

Por mais que essa religião tenha sido inspirada no filme Star Wars, o Templo da Ordem de Jedi recebe seus visitantes com o anúncio: “não somos uma comunidade de atores de Star Wars, mas uma igreja de uma religião genuína, o Jediísmo. Os Jedi, neste lugar, não são os mesmos que os retratados na franquia. Os jedi de Star Wars são personagens fictícios, que existem dentro de um universo literário e cinematográfico”.

Eles acreditam na Força e no valor inerente de toda a vida nela. Do mesmo modo, acreditam na santidade da pessoa humana e se opõem à tortura e punição cruel ou incomum. Acreditam em uma sociedade que se baseie na razão e compaixão, e que não julgue ou discrimine as pessoas.

Por mais que o Templo da Ordem de Jedi faça questão de se desassociar da franquia Star Wars, ele admite que suas filosofias são bem parecidas com as que os Jedis dos filmes têm.

3 – Comunidade Elven/Otherkin

Por mais que essa crença pareça, claramente inspirada nas obras de JRR Tolkien, os seguidores não necessariamente adoram as divindades que estão presentes nessas obras. Apenas suas crenças são semelhantes a dos elfos e outras criaturas, que existem nas obras.

Os praticantes compartilham a crença, de que são almas reencarnadas de seres encontrados nas obras de ficção de Tolkien, como por exemplo elfos, dragões e outros. Eles dizem não serem desse mundo e que pertencem a outro lugar. Existem várias definições do que significa ser dessa religião. E uma delas é: “ser élfico parece ser um estado de abstração… de ter uma relação com os fluxos das coisas, em vez de ter uma relação com a coisa em si”.

4 – Igreja de todos os mundos

Essa igreja é baseada no romance de ficção de 1961, “Stranger in a Strange Land”, de Robert A. Heinlein. Ela é uma igreja neopagã fundada por um grupo que se inspirou pela religião fictícia do romance. A missão da igreja é “desenvolver uma rede de informações, mitologia e experiências que forneçam um contexto e estímulo para despertar Gaia e reunir seus filhos por meio de uma comunidade tribal dedicada à administração responsável e à evolução da consciência”.

A igreja foi fundada nos EUA, mas tem membros até na Austrália. Ela também é responsável por criar o “The Green Egg”, que é uma publicação conhecida sobre o paganismo.

5 – Magia do Caos

HP Lovecraft criou uma série de ficção, que ficou conhecida como “Cthulhu Mythos”. Enquanto ele estava vivo, seu trabalho não era muito popular. Mas ele influenciou escritores de terror, em todo mundo. Inclusive, sendo muito considerado por suas contribuições nesse gênero.

Basicamente, o autor conseguiu popularizar a ideia da Magia do Caos e várias pessoas a adotaram como prática. Esses praticantes são vagamente organizados. E o seu sistema de crenças dá, a seus crentes, a possibilidade de mudar seus princípios, para ele se adequar com o momento que a pessoa está vivendo.

6 – Comunidade vampira

Na literatura, existem muitos exemplares falando de vampiros. As raízes, desse gênero, datam de 1748, e vários outros surgiram, talvez, pela popularidade de livros e filmes, como Crepúsculo e Entrevista com Vampiro.

E existe uma comunidade, que se refere a si mesma, como sendo um grupo de vampiros e que leva suas crenças muito a sério. Um vampiro do grupo diz que existem mais de mil deles, morando na área de Houston. Existem muitas pessoas que se identificam com as crenças vampirescas.

7 – Sociedade Teosófica

As obras de Edward Bulwer-Lytton também influenciaram as doutrinas da Sociedade Teosófica na América. Vários dos primeiros textos associados à Sociedade Teosófica são escritos por Helena Petrovna Blavatsky.

A Sociedade Teosófica existe, há mais de um século, e tem várias federações na Flórida, Midsouth, Centro-Oeste e nordeste e noroeste do Texas.

6 impostores que viveram a vida de outras pessoas

Matéria anterior

Esta pode ser a próxima grande equipe nos filmes da Marvel

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.