• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 vezes em que tubarões foram os mocinhos

POR Leticia Rocha    EM Mundo Animal      08/11/18 às 14h56

Sempre que ouvimos falar de tubarões, ouvimos falar também de uma situação trágica. Ou no mínimo, um evento inesperado. Mas acredite se quiser, os tubarões não são assim tão malvados como se pinta por aí. Até porque, na maioria das vezes, os animais só atacam quando são ameaçados, isso quer dizer que nem sempre o papel de vilão se encaixa neles.

Pois saiba que os tubarões também podem ser os mocinhos da história. Há inclusive algumas situações em que eles nos ajudaram! Não, você não leu errado. Os tubarões também sabem cumprir bem o papel de bom moço.

Confira agora algumas histórias em que os tubarões praticaram a política da boa vizinhança!

1 - Tubarões para terapia

A Operation Shark Dive é um program no qual soldados mergulham em tanques de tubarões como parte de suas terapias. A natação com cerca de 16 tubarões faz com que os pacientes processem suas emoções ao se depararem com os animais. Emoções essas que são semelhantes às que presenciam em campos de batalha, só que em um ambiente seguro, já que os tubarões têm um ótimo comportamento. Além disso, o equipamento usado pelos pacientes faz com que eles respirem pelo diafragma e isso ajuda também a estabilizar as emoções e a frequência cardíaca.

2 - Ajuda na descoberta de câncer

Para muitas pessoas, se encontrar com um tubarão pode ser uma experiência traumática, mas não para Eugene Finney. O homem estava de férias em uma praia da Califórnia quando um tubarão bateu nele. Não o animal não o mordeu, apenas se chocou com ele e isso o deixou com alguns cortes e com o corpo dolorido. As dores o fizeram buscar um hospital e foi assim que Eugene descobriu que estava com um tumor em seu rim direito. Ele não fazia ideia de que estava com aquilo e acredita que, se não fosse pelo tubarão, a doença teria evoluído e poderia ser tarde demais.

3 - Presença de tubarões salva mergulhadora desesperada

Caroline Spence não era mergulhadora profissional, mas decidiu se aventurar em um mergulho no Mar Vermelho. A mulher estava muito ansiosa e por isso seu instrutor disse que ela iria apenas a 30 metros de profundidade. No entanto, quando já estava nas profundezas do mar, ela olhou seu medidor e viu que marcava 40 metros de profundidade. Ela entrou em desespero e começou a nadar rapidamente rumo à superfície.

No entanto, alguns tubarões que encontrou pelo caminho fizeram com que ela parasse e tivesse que diminuir sua velocidade. Os tubarões foram cruciais para salvar a vida de Caroline, já que a corrida dela até a superfície poderia tê-la matado, com a descompressão. Isso aconteceria porque ela rapidamente saiu de um ambiente de alta pressão, para um de pouca pressão. Seus pulmões poderiam inclusive ter se rompido! Felizmente, os tubarões a fizeram parar e evitaram.

4 - Tubarão salva homem perdido no mar

Em 2010, Toakai Teitoi e seu cunhado, Lelu Falaile, saíram em um barco de madeira, embarcaram em uma viagem de dois dias até a ilha natal de Maiana. Os dois saíram de Kiribati, no Havaí. No entanto, ambos adormeceram durante o trajeto e acabaram sendo arrastados para o meio do Oceano Pacífico, sem gasolina. Ele e Lelu ficaram 38 dias à deriva, até que seu cunhado não resistiu e morreu de desidratação.

Toakai deixou que o corpo de seu cunhado afundasse no mar e permaneceu por mais cinco semanas à deriva. Estava perdendo a consciência quando foi acordado por um tubarão, que ele diz ser o responsável por salvar sua vida. O animal estava circulando o barco e batendo em seu casco até que ele se aproximou de um barco de pesca. Assim que o homem recobrou a consciência e percebeu que poderia ser salvo, o tubarão nadou para longe, o deixando em segurança.

5 - Tubarões ajudam no avanço da biologia

Os tubarões existem há muito tempo, há mais tempo que as árvores inclusive. Os cientistas estão fascinados com a biologia do animal e estão estudando se um composto do tubarão pode ser útil no tratamento de um vírus. Uma outra pesquisa está sendo realizada, dessa vez com os anticorpos do animal. Especula-se que o seu uso pode contribuir no tratamento de doenças cerebrais.

6 - Melhor amigo do homem?

Rick Anderson se aproximou de um tubarão filhote quando ele tinha apenas 15 centímetros. Calmamente ele se aproximou e começou a acariciar o animal. Logo, o animal se acostumou e eles firmaram uma verdadeira amizade. Todo verão ele e o tubarão se reencontram, Rick o reconhece por suas marcas e também pela receptividade do animal. Houve até uma vez que o homem não o viu ali e então o animal ficou batendo em suas pernas até que Rick visse e o abraçasse.

7 - Ajudam na manutenção do ciclo da vida

Os tubarões fazem parte da cadeia alimentar e possuem grande importância na manutenção da mesma. Por exemplo, o fundo do mar é coberto de fitoplânctons, uma forma de vida que suga o dióxido de carbono da atmosfera e libera oxigênio. Se não tivermos tubarões para comer os peixes que se alimentam do fitoplâncton, os peixes comeriam demasiadamente e isso poderia resultar na falta de oxigênio. Ou ao menos em uma redução drástica dele, o que seria muito prejudicial para nós.

Próxima Matéria
Leticia Rocha
Jornalista e aprendiz de Dani Noce. No insta é ticia_rochaa
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+