Fatos Nerd

7 vezes que o Capitão Pátria foi longe demais em The Boys

0

Uma produção original do Amazon Prime Video adaptada da série de quadrinhos homônima, The Boys é responsável por apresentar o universo de super-heróis de uma forma jamais vista. Enquanto filmes da Marvel e da DC nos moldaram a pensar que um herói é aquele que sempre vai dar seu máximo para salvar o mundo, The Boys mostra que para ser um super-herói você não precisa nem mesmo ter uma boa índole, basta ter super-poderes e ser gerenciado por uma boa empresa. Aliás, o maior exemplo de que super-heróis podem ser corrompidos e corromper é o Capitão Pátria, o líder dos Sete e uma das figuras mais polêmicas da série. Por vezes o vimos ultrapassar a linha do que é socialmente aceitável e ir ainda mais além. Pensando nisso, resolvemos listar alguns dos momentos em que o personagem foi longe demais.

7 – Capitão Pátria cegou ainda mais o Ponto Cego

Ao longo dos episódios os Sete foram ficando desfalcados. Primeiro Hughie explodiu Translúcido, depois Profundo foi descartado pela Vought e Trem-Bala acabou adquirindo problemas cardíacos por causa do Composto V, o que prejudicou seu título como homem mais rápido do mundo. Então, em busca de novos integrantes para a equipe de super-heróis mais famosa do mundo, Ashley sugeriu a contratação de Ponto Cego. Além de ser um excelente artista marcial, o herói contava com uma super audição e iria render alguns pontos de representatividade e inclusão com o público. Parece uma boa ideia, certo? Bom, teria sido se o Capitão Pátria não tivesse simplesmente estourado os tímpanos do personagem por puro sadismo e intolerância.

6 – Ele também destruiu o avião do Prefeito de Baltimore

Logo no começo de The Boys, Capitão Pátria foi vendido como um exemplo a ser seguido. Além de uma ficha impecável, seu comportamento era invejável e ele era adorado pelo público. No entanto, não demorou para que o líder dos Sete mostrasse sua verdadeira face para os espectadores e derrubasse o avião do Prefeito de Baltimore com o político e toda sua família dentro. Embora esse feito tenha sido encomendado por Madelyn Stillwell, que havia sido chantageada pelo prefeito, deu pra perceber que o “herói” ficou bem satisfeito com seu trabalho e não apresentou remorso nenhum por ter olhado nos olhos de uma criança antes de partir a aeronave ao meio.

5 – Quem lembra quando ele explodiu a cabeça de um ladrão durante as preliminares com Tormenta?

https://www.youtube.com/watch?v=mPlUqt1veuQ

É comum acreditar que ao encontrarmos nossa alma-gêmea, por assim dizer, revelamos um novo lado, despertado pelas fagulhas da paixão. Pois bem, ao encontrar Tempesta, Capitão Pátria realmente mostrou um comportamento novo, ainda mais imprudente e sádico. Dentre os diversos casais de The Boys, esse certamente é um dos mais bizarros e nada saudáveis. Esse relacionamento era tão tóxico que fazia a radiação de Chernobyl parecer uma radiografia dental. Sendo assim, em meio as várias situações protagonizadas por esse casal insano, temos a inesquecível vez em que eles começaram uma sessão de coito na frente de um ladrão que insistiu para ser levado à polícia, mas acabou tendo sua cabeça explodida pelo prazer – literalmente falando – do Capitão Pátria.

4 – Capitão Pátria também quase forçou Luz-Estrela a matar Hughie

Já nos acostumamos a ver o Capitão Pátria sujar as mãos sem remorso algum. Todavia, foi uma novidade vê-lo forçando alguém a fazer seu trabalho inescrupuloso. Após iniciarem uma busca ao “supervilão” irmão de Kimiko, os Sete acabaram se encontrando com Billy Butcher e cia. Surpreendentemente, a primeira pessoa da equipe de civis justiceiros com quem Capitão Pátria deu de cara foi Hughie. E o que ele fez? Obrigou Luz-Estrela a atacá-lo. Provavelmente ele teria levado Annie ao seu limite se Butcher não tivesse interferido.

3 – Capitão Pátria matou Madelyn Stillwell

Antes de Tormenta, Capitão Pátria protagonizou um relacionamento – se é que Freud concorda – com Madelyn Stillwell, sua figura maternal. Embora a executiva da Vought morresse de medo do herói, ela conseguia manipulá-lo muito bem e ele parecia completamente envolvido e submisso à ela. Todavia, a season finale da primeira temporada de The Boys nos trouxe uma grande surpresa. Em suma, após descobrir diversas mentiras e planos orquestrados por Stillwell para manipulá-lo, Capitão Pátria a matou de uma forma brutal. Se ele é capaz de fazer isso com alguém que gosta, coitado daqueles que ele odeia.

2 – E depois ainda forçou o Duplicator a se passar por ela

https://www.youtube.com/watch?v=qZLtevRbLaw

Acabamos de ver que Capitão Pátria matou Stillwell. Então, isso significa que o relacionamento deles havia chegado ao fim, certo? Errado, a cabeça do líder dos Sete funciona de uma forma distorcidamente criativa quando eles está interessado em realizar seus desejos e, em um mundo de super-poderes, há muitos recursos capazes de viabilizar que fantasias se tornem algo concreto. Sendo assim, eventualmente vimo Capitão Pátria forçando Duplicator, um super com habilidade de metamorfose, a se transformar em Madelyn e fazer um jogo de encenação com ele. Bizarro, né?

1 – Por fim, vale lembrar que ele já deixou um avião com dezenas de passageiros cair e não moveu um dedo para ajudar

Por último, mas não menos importante, temos aqui a icônica cena em que Capitão Pátria é chamado para salvar os passageiros de um voo raptado por terroristas e acaba deixando o piloto ser morto e danificando o painel de voo. Então, ao invés de salvar os passageiros, ele decide deixá-los morrer e força Rainha Maeve a fazer o mesmo, embora ela implore para ele salvar pelo menos alguns. É nesse momento que nos damos conta do tamanho do egoísmo e sadismo do personagem e notamos que todas as linhas possíveis de maldade foram cruzadas. Capitão Pátria realmente não tem problemas em ir longe demais.

Imagens: Amazon Prime Video.

Morre o humorista Jotinha, o Rei do WhatsApp

Matéria anterior

7 comidas brasileiras com nomes extremamente bizarros

Próxima matéria

Mais em Fatos Nerd

Você pode gostar