Curiosidades

A lua cheia mais longa de 2021 está prestes a acontecer

0

Se existe ou não vida no espaço sempre foi uma indagação de todas as pessoas. Você, acreditando em seres esverdeados que habitam outros planetas por aí no espaço ou não, não poderá questionar uma coisa: a beleza do universo e os fenômenos que ele tem. E um dos corpos celestes que podemos observar alguns fenômenos interessantes é a lua.

A lua é um dos corpos celestes mais pesquisados. Ela tem uma função importante para Terra. Ela influencia marés, movimenta os oceanos e é responsável pela vida nos mares. Além disso, também faz com que a Terra mantenha seu eixo, sem titubear.

Ademais, com esse nosso satélite natural acontecem fenômenos que podemos observar aqui da Terra. Como por exemplo, a chamada lua fria de dezembro. Ela é a lua cheia mais longa do ano e acontecerá nesse sábado, dia 18/12. Isso fará com que ela seja a última lua cheia antes do solstício de  inverno no hemisfério norte.

Lua

lua

N1 Sergipe

Embora a lua não esteja totalmente cheia até sábado, ela irá parecer cheia por três dias. Indo de sexta-feira até a manhã de segunda-feira. Como resultado, o fim de semana inteiro será um fim de semana de lua cheia.

Depois de um dia desse fim de semana com lua cheia acontecerá o solstício de inverno, na terça-feira. Ele é quando o Polo Norte está em sua inclinação mais distante. Nessa época ele fica a 23,5° de distância do sol.

Quem vive no hemisfério norte, quando isso acontece, pode dar tchau para o outono e olá para inverno. A nova estação dura até o equinócio da primavera, que irá acontecer no dia 20 de março de 2022.

O solstício de inverno é a época de luz solar mais curta do ano. Por exemplo, em Washington, DC, onde é a sede da NASA, o tempo de luz solar é de somente nove horas, 26 minutos e 12,9 segundos. Isso contabilizado desde o nascer do sol até ele se por.

Mais longa

DNA India

No dia em que o solstício acontecer, o ponto mais alto que o sol atingirá no dia, chamado meio-dia solar, será de 27,7° em Washington. Esse também foi o ponto mais baixo deste ano. Um ponto que é bom lembrar é que, apesar do nome, o meio-dia solar não acontece realmente ao meio dia.

Na realidade, é o solstício de inverno que faz com que a lua fria seja a lua cheia mais longa do ano. Durante a lua cheia, o sol, a Terra e a lua se alinham em uma linha imaginária de 180°.

Nesse ínterim, a órbita da lua em torno do nosso planeta é um pouco diferente da órbita da Terra ao redor do sol. Ela é um pouco mais alta ou mais baixa que a sombra da Terra quando no momento desse alinhamento. Como resultado, os raios de sol iluminam o lado da lua voltado para Terra.

Assim, o solstício de inverno faz uma reviravolta nesses eventos. “Quando o caminho do sol aparece baixo no céu em torno do solstício de inverno, o caminho da lua cheia, oposto ao sol, aparece mais alto no céu”, explicou a NASA.

Fenômeno

NASA

Esse fim de semana, por exemplo, a lua fria irá ficar no céu de Washington, DC, por 15 horas e 33 minutos. Sendo que 14 horas e 34 minutos acontecerá quando o sol estiver se pondo.

Esse fenômeno tem esse nome por razões óbvias. É porque nesse época do ano as noites são longas e frias, daí seu nome. Mas ela também é chamada de lua gelada e lua de inverno.

Além desses, o fenômeno tem nomes europeus. Como por exemplo, lua do carvalho e lua antes do Yule, festival de solstício de inverno que durava três dias e era celebrado na Europa pré-cristã.

Fonte: Science Alert 

Imagens: N1 Sergipe, DNA India, NASA

O misterioso monumento submerso no Japão

Matéria anterior

Entenda sobre a nova cepa da Influenza A (H3NE)

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos