Mundo Animal

Águia enorme e extremamente rara apareceu na América do Norte

0

A diversidade nas espécies de seres vivos no nosso planeta é impressionante. Dentre as espécies mais diversas estão os pássaros. Existem mais de 10 mil espécies de pássaros no mundo. A variedade é imensa, e existem pássaros de todos os tamanhos. Por isso, várias pessoas se dedicam a observá-los. Alguns observadores de Massachusetts, por exemplo, avistaram uma águia marinha de Steller.

Esse avistamento foi um verdadeiro presente para eles, visto que essa águia é um pássaro nativo da Ásia. Ou seja, ela estava a quase oito mil quilômetros de distância da sua casa.

Essa grande águia marinha é nativa da Península de Kamchatka, extremo leste da Rússia. Contudo, ela também pode ser vista no Japão, China e Coreia. Estima-se que existam aproximadamente apenas cinco mil indivíduos dessa espécie, incluindo essa águia que, de algum jeito, chegou até o rio Tauton, em Massachusetts.

Águia

Mundo ecologia

As águias marinhas de Steller figuram entre as mais pesadas da Terra, chegando a pesar entre cinco e nove quilos. Ademais, sua envergadura pode chegar a até 2,5 metros.

Por conta dessas medidas grandes e bem específicas é fácil identificar essa águia. Além do fato de ela também tem um bico laranja brilhante e asas com bordas brancas bem distintas.

Nesse ínterim, o que parece ser mais interessante ainda é que essa água provavelmente é a mesma  que se viu em novembro desse ano voando pelo leste do Canadá. Ela também foi avistada no norte do Alasca, no verão do ano passado.

Avistamento

Facebook

Além desses, também houve um avistamento de uma águia marinha de Steller no Texas. Contudo, suas marcas de identificação não foram fotografadas. Como resultado, não se pode ter certeza se essa era a mesma águia ou não.

“É quase tão longe de sua origem quanto você pode estar. É incompreensível”, disse Andrew Farnsworth, pesquisador sênior do Laboratório de Ornitologia Cornell.

Esses animais estão listados como vulneráveis ​​na Lista Vermelha da IUCN. Os observadores de pássaros conseguiram identificar a ave por conta das suas marcas brancas nas asas. Então, parece ser seguro dizer que eles estão bem entusiasmados com a aparição da águia perto dos rios e dos litorais locais. Provavelmente ela está por ali caçando salmão.

“Um sonho absoluto de estar, de repente, neste parque aleatório no sul de Massachusetts, olhando para um monstro russo selvagem e raro”, descreveu Nick Lund, advogado e coordenador de divulgação do Maine Audubon.

Quando Lund avistou a águia marinha de Steller, ela estava ao lado de águias americanas locais. Nessa comparação, dá para perceber o quanto a espécie de Steller é grande.

Longe de casa

A pergunta que fica é como essa águia foi parar tão longe da sua casa? No entanto, não é uma coisa fora do comum que os pássaros saiam da sua terra natal. Às vezes essa saída é causada por fatores ambientais, como por exemplo, mudanças climáticas ou perda de habitat. Entretanto, em outros casos pode ser apenas uma falha na navegação interna do animal.

Nesse caso em específico da águia, Alex Lees, um biólogo conservacionista da Manchester Metropolitan University, no Reino Unido, disse que é improvável que ela volte para casa.

“Ela pode estar condenada a vagar perpetuamente em busca de um membro de sua própria espécie, permanecendo em áreas adequadas por meses, talvez. Mas o desejo de vagar para encontrar um companheiro pode levá-la a continuar se movendo. Ainda é possível que esse indivíduo encontre seu caminho de volta, mas quanto mais tempo fica, menos provável isso parece”, disse ele.

Isso pode parecer uma coisa solitária. No entanto, Lees e sua equipe publicaram um estudo mostrando evidências de que os pássaros errantes podem, na realidade, ser os pioneiros de novos habitats e novas rotas migratórias para sua espécie.

Fonte: Science Alert

Imagens: Twitter, Facebook, Mundo ecologia

Por onde anda o elenco de ”Sai de Baixo” 25 anos depois?

Matéria anterior

Onde fica a maior biblioteca do mundo?

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos