Curiosidades

Conheça as pinturas de Gacy, um dos maiores assassinos dos EUA

0

O assassino em série John Wayne Gacy foi executado há mais de 25 anos. Mesmo que sua figura tenha deixado de aterrorizar os cidadãos estadunidenses, as pinturas do assassino – um legado além dos crimes – até hoje, cativam a atenção dos colecionadores de arte.

Mas, afinal, o que há de tão interessante por trás das obras do assassino? Por que as obras de arte criadas por um homem que foi condenado por crimes indescritíveis ainda captam a atenção de especialistas? Suas pinturas são realmente únicas?

O assassino em série John Wayne Gacy

Gacy, conhecido na mídia como o Palhaço Assassino, foi condenado à morte por ter assassinado 33 jovens. Os crimes ocorreram em 1970. A maioria dos corpos das vítimas foram encontrados na residência do assassino, no forro de sua casa, em Chicago. Gacy foi executado no dia 10 de maio de 1994, via injeção letal.

Apesar do macabro legado, Gacy também deixou para trás uma série de obras de arte, as quais muitas ainda são cobiçadas por colecionadores de arte de todo o mundo.

A história do assassino

Gacy nasceu no dia 17 de março de 1942, em Chicago, Illinois. Sua infância foi marcada por diversos atos brutais. Seu pai, que era alcoólatra, o agredia diariamente – bem como seus irmãos – e sua mãe, hostil, nunca tomou partido dos filhos.

Já mais velho, Gacy acabou se apaixonando. Obviamente, o Palhaço Assassino acabou se casando com sua amada, mas o relacionamento não durou muito. Sem deixar de apostar no amor, Gacy resolveu se envolver novamente. E, mais uma vez sendo fiel ao sentimento, acabou subindo ao altar novamente. Mais uma vez, a relação não vingou.

Em 1968, já solteiro, Gacy foi acusado de agredir sexualmente um adolescente e, por isso, acabou indo para a prisão. Dois anos depois, a defesa do Palhaço Assassino conseguiu que ele fosse condecorado com a liberdade condicional, mas logo após deixar a cadeia, outro adolescente o denunciou por agressão. As acusações, no entanto, foram retiradas quando o jovem não compareceu ao tribunal.

Apesar do histórico, Gacy era amado em sua comunidade local, pois o assassino, que fazia parte de um clube de palhaços, trabalhava entretendo crianças.

Os crimes

Os crimes vieram à tona no final da década de 70. Como já dissemos, Gacy cometeu, ao todo, 33 assassinatos. Os crimes ocorreram entre 1972 e 1978. Todas as suas vítimas eram rapazes, os quais muitos foram mortos por estrangulamento.

Gacy foi preso novamente em março de 1980. Em seguida, foi condenado à morte. E cerca de 14 anos depois, foi executado via injeção letal. Mas enquanto esperava a execução, o Palhaço Assassino começou a pintar. Mais tarde, essas pinturas renderam milhares de dólares.

Pinturas

A primeira exposição de Gacy ocorreu em 2011, na Contemporary Arts Center Gallery, em Las Vegas. Apelidado de “Múltiplos: as obras de arte de John Wayne Gacy”, o programa acabou gerando uma enorme polêmica.

Na época, boatos sobre o destino do dinheiro das obras que fossem adquiridas ganharam força. Muitos disseram que os valores que seriam disponibilizados pelos colecionadores de arte iriam para o Centro Nacional de Vítimas de Crime. O organização do programa, no entanto, refutou essa afirmação.

“Acreditamos que a ideia de se beneficiar de uma atividade relacionada a crimes tão flagrantes e violentos seria de mau gosto. Por respeito às famílias das vítimas, não concordamos e não concordaríamos disponibilizar qualquer quantia das vendas das obras de John Wayne Gacy”, disse um porta-voz da galeria.

As pinturas, após todos esses anos, valem mais de US$ 6.000. Algumas chegam a custar US$ 175.000.

10 fotos de musas do Brasil mostram como a beleza mudou nos últimos 100 anos

Matéria anterior

7 motivos para não entrar em águas desconhecidas

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar