Curiosidades

Conhecido como ‘vovô arco-íris’ idoso de quase 100 anos salva vila com pintura

0

Todos nós temos sonhos. Viajar pelo mundo, o emprego que desejamos desde criança, se casar com determinada celebridade e, é claro, ter a casa própria. Todos nós queremos um lugar para ficar que podemos chamar de nosso. Seja ele uma grande mansão, ou uma pequena vila, quando achamos o lugar para chamar de nosso não queremos mais sair de lá.

Agora imagine viver em um lugar há quase 40 anos e de repente saber que o lugar pode acabar. Foi isso que aconteceu com um idoso que morava na pequena vila de Taichung, no distrito de Nantun, em Taiwan. O senhor descobriu que o governo do país queria acabar com sua região para construir um complexo de apartamentos moderno no lugar.

Algumas histórias se parecem com filmes conhecidos. E a desse senhor se parece muito com a história que todos vimos e nos apaixonamos em “UP, Altas Aventuras”. Mas acontece, que nesse caso era impossível o homem colocar milhares de balões em sua casa e sair voando até um destino. Até porque, ele não queria sair do lugar que era familiar para ele e que tinha tanto significado.

Na época em que Huang Yung-fu recebeu a notícia que sua vila poderia não existir mais em um curto espaço de tempo, ele era o último morador da vila. E mesmo tendo recebido uma proposta em dinheiro para se mudar do local ele não imaginava deixar a sua casa que foi seu lar por quase quatro décadas.

Iniciativa

Sabendo que não queria deixar sua vila, Yung-fu começou a pintar. Ele começou a fazer isso sem nem ao menos imaginar que aquela arte que ele estava fazendo era o que salvaria a sua tão querida vila.

Em uma entrevista que ele deu à BBC, Yung-fu contou que na época em que ele chegou na região onde era a vila, ela abrigava 1.200 famílias. “Todos nós sentávamos e conversávamos como uma grande família. Mas todos se mudaram ou morreram e eu me tornei solitário”, lembrou.

Como estava sozinho no lugar, o idoso viu na arte uma forma de aliviar o seu sofrimento. As pinturas feitas por ele começaram aos poucos. Elas começaram no bangalô de Yung-fu. Mas logo, as pinturas se espalharam pelos imóveis vazios da vila.

Em 2010, um universitário local conheceu a vila de Yung-fu. E depois que ele ouviu a história do senhor ele prometeu ajudá-lo. O estudante tirou algumas fotos do vilarejo e começou uma campanha de arrecadação de fundos. Além disso, ele também começou uma petição para que a vila de Yung-fu fosse salva da iminente demolição.

Vila

Rapidamente a notícia viralizou na internet e depois disso Huang Yung-fu começou a ficar conhecido como “vovô arco-íris”. A vila colorida dele se tornou conhecida e virou um grande ponto turístico que as pessoas querem conhecer. Desde então, o lugar continua atraindo mais de um milhão de visitantes por ano para o país.

O melhor de tudo é que Yung-fu, que atualmente está com 98 anos, conseguiu manter a sua casa na vila que ele sempre morou.

Lewis Hamilton, maior vencedor da história da Fórmula 1, quase seguiu carreira em outro esporte

Matéria anterior

Senhor das Estrelas se revela bissexual em nova HQ da Marvel

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar