Quando o brilhante cirurgião Stephen Strange vê sua vida mudar, completamente, após o acidente que danifica suas mãos, o vimos assumindo o papel de Mago Supremo. Graças a ele, hoje, contamos com uma variedade de temas voltados para o misticismo na Marvel Comics. Em 2016, o herói foi oficialmente apresentado ao grande público. Hoje, familiarizados com a narrativa do feiticeiro, aguardamos seu retorno à grande tela. Enquanto Doutor Estranho no Multiverso da Loucura é o filme mais esperado da Marvel, nas HQs, o herói acabou de passar por uma imensa transformação. Como resultado dessa súbita mudança, vemos o personagem retornando às suas origens e recebendo um novo quadrinho: Doutor Estranho, Cirurgião Supremo.

Essa modificação chegou nas páginas da edição 19 de Doutor Estranho. A fim de relembrar o passado, a sinopse do enredo dessa publicação retoma o início da ascendência do herói mítico. Após o acidente, que mudou sua vida, o Mago Supremo se vê preso em uma nova encruzilhada. Dessa vez, não é a vida dele que está em risco, e sim a de uma garoto, que se acidentou ao lado de sua mãe. Enquanto o menino está em estado grave, sua mãe clama a Strange por ajuda. Assim, o Doutor se vê obrigado a seguir seu instinto médico e fazer de tudo para ajudar o jovem. Inegavelmente, o fato de ser o Feiticeiro Supremo da Terra lhe dá uma vastidão de possibilidades e recursos. Como resultado disso, ele procura Channok, o guardião dos feitiços proibidos.

Publicidade
continue a leitura

A subversão do Doutor Estranho

Publicidade
continue a leitura

Na busca de ajuda, não para o garoto, mas para si mesmo, Strange procura um feitiço de restauração divina. Com a finalidade de sanar as dúvidas do mago, Channok informa que a solução que ele procura é a Invocação de Uthurvan. Contudo, assim como tudo na vida, há um preço. De acordo com as advertências do guardião, o feitiço que Strange busca pode resultar em um castigo cruel e irreversível, como o rompimento completo de seu vínculo com a magia. Não demora para que Strange aprenda a lição no segundo em que volta ao mundo real e tenta utilizá-lo.

Publicidade
continue a leitura

O mago percebe que assumiu um risco absurdo ao ver suas mãos se dissolvendo na chuva. No entanto, quando já estava se amaldiçoando pela decisão estúpida, Strange vê suas mãos se reconstruindo. Com suas habilidades de cirurgião recuperadas, Doutor Estranho só consegue imaginar qual será o preço a se pagar por isso. No entanto, enquanto a conta não chega, Strange se vê dividido entre suas obrigações como neurocirurgião e como Feiticeiro Supremo. Poderemos acompanhar essa jornada em Doutor Estranho: Cirurgião Supremo, que começará a circular em dezembro.

Publicado em: 16/09/19 17h26