• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Ele usou seus próprios recursos para reformar posto de saúde e melhorar vida de pacientes

POR Jesus Galvão    EM Compartilhando coisa boa      18/03/19 às 14h50

O  neuropediatra Newman Nigro, que trabalha no Centro Especializado de Saúde Paul Harris, em Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro, percebeu que o calor insuportável estava causando mal estar em bebês, crianças e idosos, e isso deixou o médico bastante incomodado. Vendo o sofrimento dos pacientes que aguardavam para serem atendidos, o médico decidiu fazer algo para ajudar.

O médico concursado e que atualmente dirige o local, financiou a reforma da unidade hospital, que custou aproximadamente R$ 4 mil. O teto do forro de PVC foi rebaixado e um isolamento térmico com isopor foi feito. As luminárias da recepção foram substituídas por novas. Newman trabalha na unidade há 20 anos.

A boa ação

"Comentamos sobre a necessidade de fazer uma obra aqui, mas a prefeitura não tinha condições. São 57 unidades. Temos boa relação com o secretário e o prefeito, tanto que a luminária que tiramos daqui foi para outra unidade", disse Newman.

Esta não é a primeira vez que o médico intervém para auxiliar o centro de saúde. Em 2017, para que os funcionários da unidade não entrassem em greve, Newman utilizando de suas economias, pagou os salários dos mesmos em rodízio, até que a prefeitura se organizasse para pagá-los integralmente. Dessa forma, enquanto muitos outros se fecharam, o posto continuou aberto.

"Fomos a única unidade que não entrou em greve. Fizemos um rodízio. Cada dia da semana, um grupo vinha trabalhar. Dava uma parte do salário dos técnicos e dos funcionários do administrativo e uma ajuda de custo para transporte e alimentação", explicou.

O médico planeja comprar três novos ventiladores para o local. E todo o dinheiro necessário para a compra dos aparelhos, saíra de seu bolso. Fábio Moraes, outro médico da unidade, decidiu se juntar a Newman, em prol das melhorias na unidade, doou 1 mil reais. O secretário municipal de Nova Iguaçu, Manoel Barreto, agradeceu os feitos do médico.

Os bons resultados

No estabelecimento são atendidas cerca de 1200 pacientes por mês por 25 funcionários que trabalham na unidade. Ambos, pacientes e colaboradores, expressaram a felicidade pela obra realizada no lugar. "A recepção ficava muito quente e isso deixava as crianças mais agitadas", disse a artesã Maria José Duarque, 52 anos, que levou dois netos para serem atendidos.

A dona de casa, Marilene Nascimento, não poupou elogios a atitude de Newman: "Como ótimo médico que é, não pensou só nele, e, sim, nos pacientes". Em comunicado oficial, a Secretária Municipal de Saúde de Nova Iguaçu, comentou sobre o ocorrido e reconhece a obra de melhoria da unidade de saúde.

"Devido à falta de atualização nos repasses federais para o Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI), grande parte dos recursos da Secretaria de Saúde são destinados para manter a unidade sempre de portas abertas. Dos R$ 19 milhões gastos mensalmente no HGNI, R$ 8.5 milhões saem dos cofres municipais. Apesar destas dificuldades, a prefeitura vem buscando investir em melhorias nas unidades básicas de saúde. Uma licitação está em andamento para obras de reparos em 13 das 57 unidades básicas de saúde," escreveram.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+