Curiosidades

Idoso seminu em uma scooter é perseguido em Amsterdã

0

Os idosos, normalmente, têm quase que uma licença poética para se comportarem de uma maneira diferente e falarem o que pensam sem serem julgados por isso. No entanto, tudo na vida tem limite, até mesmo para eles, e em alguns casos, eles provocam situações completamente inusitadas, como esse idoso em Amsterdã.

No caso, o idoso de 64 anos estava seminu e fugiu de quatro policiais em uma scooter em Amsterdã, na Holanda. De acordo com o Daily Mail, o idoso estava somente com suas roupas íntimas no momento da perseguição.

Claro que nos tempos atuais quase tudo é registrado em vídeo, e a perseguição desse idoso não foi diferente. Além disso, o vídeo fez muito sucesso no TikTok. Nele é possível ver o idoso correndo com sua scooter enquanto os policiais o estão perseguindo em uma rua vazia.

Caso

UOL

Os policiais fazem sinal para o idoso parar sua scooter, mas ele finge não ouvir e não obedece a ordem. Então, um dos policiais se atira na frente do veículo do homem para que ele parasse, mas a tentativa não é bem sucedida. Por conta disso, os oficiais chegaram até a ameaçar o idoso com uma arma de choque. Mas nem mesmo isso adiantou e ele não parou de andar com sua scooter.

Segundo a polícia, nem mesmo spray de pimenta foi capaz de parar o homem. “Quando isso não surtiu efeito suficiente, eles decidiram criar uma situação segura. Quando alguém está em uma scooter, com uma faca e acenando, isso pode ser muito perigoso”, disseram as autoridades.

Perseguição

@tekin_54 #schalkwijkmooierdanparijs ♬ origineel geluid – Tekin Çelik

O idoso só foi parado quando ele mesmo se desequilibrou ao empurrar uma faca. Nesse momento, ele caiu do seu veículo e foi ao chão. Em toda essa perseguição, as autoridades disseram que não criar mais confusão foi a melhor alternativa nessa situação.

“Os colegas tentaram controlar a situação para que não houvesse mais perigo”, pontuou a corporação.

Quando toda a perseguição terminou, o idoso foi algemado e levado à delegacia. Depois disso, ele foi para um hospital e passará por uma avaliação psiquiátrica. Já a scooter que ele usava foi rebocada pelos policiais.

Idoso

BBC

Esse idoso pareceu bem destemido ao sair seminu e não obedecer os policiais. E a determinação parece ser uma característica que alguns idosos têm em comum. Mas claro que nem todos eles vão para rua sem roupas. Alguns inclusive se esforçam ao máximo para salvar seu lar.

Como é o caso desse idoso que morava na pequena vila de Taichung, no distrito de Nantun, em Taiwan. O senhor descobriu que o governo do país queria acabar com sua região para construir um complexo de apartamentos moderno no lugar.

Na época em que Huang Yung-fu recebeu a notícia de que sua vila poderia não existir mais em um curto espaço de tempo, ele era o último morador da vila. E mesmo tendo recebido uma proposta em dinheiro para se mudar do local, ele não imaginava deixar a sua casa que foi seu lar por quase quatro décadas.

Sabendo que não queria deixar sua vila, o idoso começou a pintar. Ele começou a fazer isso sem nem ao menos imaginar que aquela arte que ele estava fazendo era o que salvaria a sua tão querida vila.

Determinação

BBC

Em uma entrevista que ele deu à BBC, Yung-fu contou que na época em que ele chegou na região onde era a vila, ela abrigava 1.200 famílias. “Todos nós sentávamos e conversávamos como uma grande família. Mas todos se mudaram ou morreram e eu me tornei solitário”, lembrou.

Como estava sozinho no lugar, o idoso viu na arte uma forma de aliviar o seu sofrimento. As pinturas feitas por ele começaram aos poucos. Elas começaram em seu próprio bangalô. Mas logo se espalharam pelos imóveis vazios da vila.

Em 2010, um universitário local conheceu a vila de Yung-fu. E depois que ouviu a história do senhor, ele prometeu ajudá-lo. O estudante tirou algumas fotos do vilarejo e começou uma campanha de arrecadação de fundos. Além disso, ele também começou uma petição para que a vila de Yung-fu fosse salva da iminente demolição.

Rapidamente a notícia viralizou na internet e, depois disso, o idoso começou a ficar conhecido como “vovô arco-íris”. A vila colorida dele se tornou conhecida e virou um grande ponto turístico que as pessoas querem conhecer. Desde então, o lugar continua atraindo mais de um milhão de visitantes por ano para o país.

Fonte: UOL, BBC

Imagens: TikTok, BBC, UOL

O que explica o aumento de motos elétricas na rua?

Matéria anterior

A população mundial ‘amassada’ seria 3 vezes o tamanho da Torre Eiffel

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos