Curiosidades

Polêmica: chocolate branco é realmente um chocolate?

0

Dentro do mundo chocólatra, há uma discussão acalorada que nem sempre chega a uma resposta: o chocolate branco é realmente um chocolate? Apesar do cacau também ser a base de produção dessa variante, o processo de produção é muito diferente.

Sendo assim, nesse post vamos explicar o que causa essa indagação e quais são as respostas apresentadas por diversas vozes do chocoverso. Por isso, embarque nessa deliciosa e saudável discussão!

Fonte: Anete Lusina

A origem do debate

Conforme já dito, a raiz da discussão está na forma como se produz chocolate. Isso porque enquanto o chocolate tradicional utiliza a massa do cacau, sua versão branca leva na produção a manteiga dessa fruta.

A princípio, essa diferença pode parecer pouco relevante, porém, ela influencia em todas as propriedades do alimento. Enquanto a massa do cacau nos fornece nutrientes e anti-oxidantes, a manteiga dele é uma gordura vegetal, que tem na composição 97% de triglicerídeos e o resto se completa com ácidos graxos. Portanto, diferente de seu “primo”, o chocolate branco é o “terror” de qualquer exame de sangue.

Mas a discussão aqui não é os benefícios dessa sobremesa e sim a sua classificação. Nesse sentido, tem quem defenda que só pode ser chocolate o produto que nasce a partir da massa de cacau. Afinal, é essa parte mais seca que implementa o sabor achocolatado.

Dessa forma, o que reforça o argumento dessa galera é o fato do chocolate branco não incluir a massa em parte nenhuma de sua produção. Em síntese, essa variante se faz com manteiga, leite em pó e açúcar.

Fonte: Елена Черных

Outro ponto de vista…

Todavia, a gordura ocupa 53% de um grão de cacau, ou seja, mais da metade. Logo, de forma irônica, o chocolate branco utiliza mais o cacau do que o próprio chocolate tradicional. Sendo assim, abre brecha para que as pessoas vejam esse alimento como um legítimo chocolate.

Ao lado desse segundo ponto de vista está a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Vale lembrar que este órgão é responsável por fiscalizar a qualidade de produção e consumo alimentar no Brasil. Nesse sentido, uma etapa primordial nesse controle é classificar cada item sujeito à averiguação.

De acordo com a Resolução RDC nº 264, de 2005, o chocolate “é o produto obtido a partir da mistura de derivados de cacau (Theobroma cacao L.), massa (ou pasta ou liquor) de cacau, cacau em pó e ou manteiga de cacau, com outros ingredientes, contendo, no mínimo, 25% (g/100 g) de sólidos totais de cacau. O produto pode apresentar recheio, cobertura, formato e consistência variados.”

Portanto, a ANVISA tem uma compreensão de que o requisito para ser chocolate é ter em sua produção o cacau, pouco importando qual parte se usa. Então, pela lei, o chocolate branco é sim chocolate, apesar das vozes do mundo chocólatra que são contra essa ideia.

Fonte: Henri Mathieu-Saint-Laurent

Por onde olhar a qualidade de um chocolate branco? 

Sem dúvidas, essa variação da famosa sobremesa não é tão saudável quanto seu “primo” tradicional. Porém, isso não significa que todo chocolate branco não pode passar por processos de avaliação de qualidade.

Sendo assim, a pesquisadora no tema, Zélia Frangioni, traz algumas dicas de como identificar um produto da gordura do cacau. De início, ela cita que a manteiga dessa fruta não tem uma cor branca, tal como conhecemos. Na verdade, a coloração dela é um amarelo bem claro.

Logo, se o chocolate branco que você está comendo realmente for esbranquiçado demais, é provável que ele tenha pouca manteiga de cacau. Consequentemente, o produto é de baixa qualidade. Afinal, essa gordura vegetal é cara de se obter, o que leva alguns fabricantes a substituí-la por outras substâncias gordurosas. Por isso, segundo Zélia, é importante que você leia os ingredientes no rótulo.

Fonte: Chocolátras Online.

Pantanal: as diferenças entre o Jove atual e o da versão de 1990

Previous article

Entenda a técnica usada nas roupas dos personagens de “Família Dinossauros”

Next article

Comments

Comments are closed.