Curiosidades

Por que quando dormimos no ônibus quase sempre sabemos de acordar?

0

Muitas pessoas acabam tirando uma soneca no ônibus. Isso é comum quando se trabalha e estuda ou quando se acorda muito cedo para sua rotina. É normal ver uma pessoa dormindo e acordando no ponto certo. Acredite, isso não é uma mágica, nem dom e muito menos milagre. Existe uma explicação para esse feito e está no cérebro, que consegue facilmente reconhecer quando é, em espaço e tempo, a hora de despertarmos. Nos Estados Unidos, dois pesquisadores buscam as razões pelas quais isso acontece: o especialista em cuidados básicos de saúde Marc I. Leavey e o neurologista e diretor do Centro de Medicina de Distúrbios do Sono de Michigan, Ronald Chervin.

A primeira hipótese levantada por Leavey é a de que o nosso relógio interno está sincronizado com o ponto de parada. Mas como seria isso? Da mesma forma com que você se acostuma a acordar da mesma forma diariamente. O nosso organismo se habitua com a duração do trajeto e da soneca. Assim, você consegue se levantar antes de passar do ponto. No entanto, isso só acontece se você pega o transporte público na mesma hora diariamente. Isso quer dizer que se o ônibus atrasar, é provável que você não acorde. “O seu corpo está apto a aprender uma rotina desde que seja uma rotina”, disse Leavey.

Por outro lado, Chervin não acredita totalmente nessa teoria. Em sua crença, a explicação disso está no ritmo circadiano (período de 24 horas sobre qual se baseia o relógio biológico de vários seres vivos). Esse período regula os  organismos e seus funcionamentos e é capaz de sofrer alterações por interferência do exterior, como sons. Segundo Chervin, o cérebro não é desligado totalmente quando dormimos, sendo assim despertado por vários estímulos. Assim sendo, os anúncios das palavras, a música, a voz do condutor ou o barulho do lado de fora do veículo que indiquem o local exato da descida, são considerados sinais de despertar.

 

Outra tese defendida pelo neurologista é a de que você acorda a cada ponto para ver se chegou ao seu destino final e rapidamente volta a dormir. Isso acontece sem que o cérebro tenha tempo para processar a experiência e registrá-la em nossas memórias. Chervin alimenta a ideia após encontrar essa situação em diversos casos de pacientes que enfrentaram a apneia do sono. Algumas pessoas observadas pelos cientistas acordaram mais de 200 vezes por noite e sequer se lembraram disso na manhã seguinte, porque rapidamente voltaram a dormir.

E aí, o que você achou dessa explicação? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

7 ditadores que tiveram mortes terríveis

Matéria anterior

Marvel faz importante mudança na Joia do Tempo

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos