• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Tubarões estão comendo algo extremamente improvável

POR Cristyele Oliveira    EM Ciência e Tecnologia      27/05/19 às 16h04

A alimentação dos tubarões realmente é bem diversificada. Os maiores predadores dos oceanos comem desde peixes e invertebrados, até mamíferos marinhos e tartarugas, e vez ou outra, até um surfista desprevenido. Tudo o que eles podem capturar e que tenha carne, eles estão comendo.

No entanto, um estudo identificou algo curioso que os tubarões-tigre estão comendo: aves canoras terrestres. Isso mesmo, aves comuns no nosso dia a dia, como pombas, pardais e cotovias. A pergunta que fica agora é como eles estão tendo acesso a esses animais no meio do mar? A descoberta inusitada instigou os pesquisadores que aprofundaram a pesquisa para entender melhor esse comportamento.

"Os tubarões-tigres vão ver uma refeição fácil e apanhá-la, mas fiquei surpreso ao saber que os tubarões estavam comendo pássaros canoros. Presumi que seriam aves marinhas", declarou o biólogo Kevin Feldheim, do Chicago Field Museum.

A alimentação incomum

O estudo começou lá em 2010, quando um pequeno tubarão-tigre da costa do Mississippi cuspiu algumas penas de aves terrestre. A pesquisa de rotina fazia o monitoramento da população de tubarões daquela região.

Naturalmente, isso surpreendeu a equipe de pesquisadores da Universidade do Estado do Mississipi que decidiu investigar mais afundo. O método mais prático e fácil de descobrir o que um animal está comendo, é olhar o que está dentro do seu estômago, e foi isso que eles fizeram.

Entre 2010 e 2018, a equipe fazia uma checagem mensal de outros conteúdos incomuns na barriga dos tubarões. Eles coletaram o conteúdo do estômago de 105 tubarões-tigre durante esse período.

Eles encontraram vestígios de pássaros canoros parcialmente digerido em 41 desses tubarões. "Nenhum deles eram gaivotas, pelicanos, cormorões ou qualquer tipo de ave marinha", disse o ecologista de pesca marinha Marcus Drymon, da Universidade do Estado do Mississippi. "Eles eram todos pássaros terrestres".

Os pesquisadores identificaram 11 espécies de aves. Entre elas, 8 eram pássaros canoros passeriformes, 2 pássaros terrestres passeriformes e uma ave aquática, mas de água doce e não marinha.

A comida

Com essa constatação, os pesquisadores ficaram intrigados para entender como esses tubarões estavam tendo acesso a esses pássaros terrestres. Uma das pistas estava em qual período do ano as aves estavam aparecendo na barriga dos tubarões.

Como as coletas foram mensais, os pesquisadores conseguiram definir a temporada de maior aparição das aves para os tubarões. E, coincidentemente, as épocas bateram com o período do ano em que os pássaros migram para as proximidades dos oceanos.

"Os tubarões-tigres vasculham os pássaros que têm problemas para sobrevoar o oceano", disse Feldheim. "Durante a migração, eles já estão desgastados e depois ficam cansados ou caem no oceano durante uma tempestade". Nesse caso, o que cai na água é peixe.

As aves marinhas, que vivem perto da água, já estão acostumadas a lidar com possíveis quedas na água. O que não acontece com um pássaro terrestre, o que os tornam fáceis presas para os tubarões.

Esse estudo mostra como é diversa e dinâmica a relação de presa e do predador no mundo natural. Isso mostra o quanto ainda não sabemos como pequenas mudanças podem resultar em grandes repercussões, que nem imaginávamos.

E você, o que achou dessa descoberta? Conta para a gente nos comentários e compartilhe com os seus amigos.

Próxima Matéria
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+