Curiosidades

Vídeo mostra raro registro de água-viva gigante

0

O que você mais teria medo de encontrar durante um mergulho no mar: um tubarão ou uma água-viva gigante? Para alguns, uma água-viva pode ser muito aterrorizante, uma gigante então, nem se fala. Afinal, existem várias espécies de água-viva, algumas delas podem causar graves queimaduras e até levar à morte. Mas esse não era o caso dessa água-viva em questão. O animal gigante não oferece nenhum risco aos seres humanos. Mas o encontro não deixou de ser marcante.

Enquanto fazia um mergulho na costa da Cornualha, no Reino Unido, uma bióloga britânica teve um encontro incomum. Ela mergulhou com uma água-viva de quase 1,5 metro de comprimento. Naturalmente, a situação chamou a atenção da equipe de cinegrafistas que estava ali com ela para gravar uma websérie sobre o fundo do mar. O animal, muito bonito, diga-se de passagem, nadou ao lado da pesquisadora por cerca de uma hora. Todo esse encontro foi registrado pelas câmeras da equipe da websérie.

O vídeo

A bióloga Lizzie Daly estava mergulhando na costa do Cornualha, no Reino Unido, para as gravações da sua websérie sobre o oceano, Wild Ocean Week, quando foi surpreendida por uma água-viva gigante. O animal tinha aproximadamente 1,5 metro de comprimento. A nova companheira de mergulho, nadou junto da pesquisadora e sua equipe por mais ou menos uma hora. O cinegrafista, especialista em realizar imagens do fundo do mar, Dan Abbott, foi quem registrou o momento.

Lizzie contou em entrevista ao jornal britânico The Guardian, que esse momento foi bastante inesperado. A experiência de mergulhar junto ao animal marinho gigante foi “algo entre o sereno e o aterrorizante” disse ela.

Em todos os seus anos de trabalho como bióloga, ela nunca havia visto tão de perto uma água-viva dessa espécie. Conhecida popularmente como água-viva barril, de nome científico Rhizostoma pulmo não é muito comum por ali.  Embora o animal seja muito maior do que a maioria das águas-vivas, essa, em particular, não apresenta nenhum risco para as pessoas. Segundo Lizzie, o veneno dessa espécie não é tão perigoso, e caso fosse tocada pelo animal, quase não sentiria nada.

A água-viva

A bióloga explicou ainda que a maioria dos animais dessa espécie tem cerca de um metro de comprimento e até 25 quilos. No entanto, essa água-viva tinha quase um metro e meio de tamanho e deveria pesar algo em torno dos 35 quilos.

Segundo os pesquisadores, a água-viva estava passando por aquela região da costa da Cornualha à procura de comida. Isso porque ali é um lugar onde se concentra uma grande quantidade de plânctons. Esses organismos, que vivem em suspensão nas águas, são a principal fonte de alimento desses animais.

E inclusive, essa época do ano é tida como uma das mais oportunas para a observação de animais marinhos nessa região do país. Isso devido a ser o período das chuvas, o que colabora muito para deixar a água mais clara, e assim mais fácil de encontrar com essas criaturas.

E você, o que achou do vídeo da água-viva? Conta para a gente nos comentários e compartilhe com os seus amigos.

Tente acertar a figura histórica lendo apenas uma breve descrição [Quiz]

Previous article

Ilhas Marshall, o lugar 10 vezes mais radioativo que Chernobyl

Next article

Comments

Comments are closed.