Curiosidades

Filho recebe processo dos próprios pais por não lhes dar um neto

0

Planejamento familiar é algo que diz respeito somente a você e à pessoa com quem você se relaciona, certo? Bom, um caso na Índia mostrou que isso nem sempre vale. Por lá, um filho levou um processo de seus pais devido à demora em dar um neto ao casal. Caso perca a causa, o alvo da ação poderá pagar cerca de 650 mil dólares (3,3 milhões de reais), de acordo com a TV indiana Al Jazeera.

Fonte: BBC

Reembolso de uma vida

Definitivamente, a linha de raciocínio do processo é bem curiosa. De acordo com Sanjeev Prasad e sua esposa Sadhana Prasad, eles usaram todas as finanças na educação do filho do casal. A propósito, a prole da dupla é piloto de avião e tem formação até nos Estados Unidos, tudo às custas de seus progenitores.

Conforme o processo descreve, o curso de pilotagem custou 65 mil dólares (335 mil reais). Além disso, também entra no cálculo um carro luxuoso de 80 mil dólares (412 mil reais) e o casamento do jovem.

Com certeza, o “investimento” no casamento é o que mais dói nos bolsos e nos corações da dupla que entrou com a ação. No texto da petição, consta o seguinte desabafo: “Meu filho está casado há seis anos, mas eles ainda não estão planejando um bebê. Pelo menos se tivermos um neto com quem passar o tempo, nossa dor se tornará suportável”.

Fonte: Lukas

Nesse sentido, a dor que o casal descreve é por conta das dificuldades financeiras que a família está enfrentando. Isso porque eles pegaram um empréstimo para construir a casa que moram e estão com dificuldades de honrar com os pagamentos.

Portanto, um neto seria muito bem-vindo para dar alegria a essa casa que pode ser tomada deles a qualquer momento. “Mentalmente também estamos bastante perturbados porque estamos morando sozinhos”, conta eles na petição que ainda não tem previsão de quando receberá o veredito.

Pais x Filhos

Enquanto alguns pais querem um novo indivíduo para criar, outros já não aguentam mais o papel de tutor. A prova disso é um processo movido em 2018 por pais americanos contra o seu filho de 30 anos. Na época, o caso ganhou a mídia e gerou uma série de memes.

Em síntese, a motivação do caso de Nova York é o fato do filho ainda insistir em morar com seus progenitores, mesmo com três décadas de vida. Antes que a situação fosse parar na justiça, Christina Rotondo e Mark Rotondo deram cinco avisos ao indesejado hóspede.

Fonte: Reprodução / CNN

O primeiro dizia: “Depois de uma discussão com sua mãe, decidimos que você deve deixar esta casa imediatamente. Você tem 14 dias para desocupar. Você não terá permissão para voltar. Nós tomaremos todas as ações necessárias para impor essa decisão”.

Vendo que não houve qualquer movimento por parte do filho, o casal continuou a conceder os avisos. Além disso, entregou mil dólares (5 mil reais) na mão de Michael Rotondo, na intenção de ajudá-lo a encontrar um novo lugar para morar.

Mais uma vez, o rapaz de 30 anos não agiu, o que obrigou a família a judicializar um questão interna de seu lar. Como resultado disso, o juiz Donald Greenwood, do condado de Nova York, deu uma decisão a favor dos pais, ou seja, ele autorizou o despejo do marmanjo.

Fonte: Ketut Subiyanto

Diante da ordem para sair da casa dos pais, Michael Rotondo descreveu a decisão como ridícula. De acordo com ele, suas finanças ainda não eram o suficiente para ele se sustentar sozinho durante os avisos de sua família. Portanto, segundo ele, era necessário mais tempo para que ele atingisse as condições necessárias para viver em uma casa sozinho.

Fonte: Uol, Isto É

Salto de paraquedistas termina em pouso forçado e mortes em Boituva

Matéria anterior

Moradora de sítio do RN mostra rotina no campo e vira influencer digital

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos